PORTAL UNISUL   BIBLIOTECA   ACERVO  BASE DE DADOS   DISSERTAÇÕES   TESES   PORTAL DE PERIÓDICOS   MINHA UNISUL   CONTATO

Página Inicial > Teses > Teses Defendidas > Resumos de Teses

 

Teses

Teses Defendidas

Editais de Teses

 

Teses

Resumos de Teses


 

060


Da enfermidade à re-existência

 

Anamélia Fontana Valentim


11 de maio de 2018, às 10 horas
Sala 7, do Centro de Pós-Graduação, do Campus Tubarão da Universidade do Sul de Santa Catarina
Banca:

Dra. Ramayana Lira de Souza – UNISUL (orientadora);
Dra. Alessandra Soares Brandão – UFSC (coorientadora);
Dra. Aurélia Regina de Souza Honorato – UNESC (avaliadora);
Dra. Gabriela Machado Ramos de Almeida - ULBRA (avaliadora);
Dra. Ana Carolina Cernicchiaro– UNISUL (avaliadora);
Dr. Artur de Vargas Giorgi – UNISUL (avaliador);
Dra. Deisi Scunderlick Eloy de Farias – UNISUL (suplente).


Resumo:

Este estudo propõe pensar a moda ultrapassando a noção de efemeridade, buscando sentido na sobrevivência como forma de re-existência. Para problematizar o sistema que constrói a moda foi necessário desestabilizar conceitos inerentes a ele, como origem, novo, linearidade, temporalidade, assim como sua construção histórica. A pesquisa procurou perceber linhas de fuga presentes dentro do próprio sistema e as aproximou do conceito de rizoma. Pensar a moda como imagem e posteriormente como rizoma ampliou nosso olhar para as possibilidades políticas que acontecem nos agenciamentos que a moda promove, e com este exercício contestamos a insustentabilidade da moda como promotora de mudanças, especialmente quando firmada em seu aspecto material. A re-existência, neste estudo, confere uma possibilidade de olhar para a moda compreendendo que as mudanças vazias que a efemeridade provoca nela permanecem pelo excesso, já as mudanças necessárias são aquelas que sobrevivem no tempo, seja como imagem, forma, estilo ou sentido compartilhado.

 

Palavras-chave: Sistema da Moda. Efemeridade. Re-existência.


versão integral

 

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061