PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA     CONSULTA AO ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Teses > Teses Defendidas > Resumos de Teses

 

Teses

Teses Defendidas

Editais de Teses

 

Teses

Resumos de Teses


 

042


Materialidades discursivas persuasivo-nostálgicas na publicidade

 

 Richarles Souza de Carvalho 


Dia 10 de agosto de 2016, às 14 horas
na
Sala de Treinamento, bloco A, do Campus Sul da Universidade do Sul de Santa Catarina
Banca:
Dra. Maria Marta Furlanetto – UNISUL (orientadora);
Dr. Gladir da Silva Cabral - UNESC (avaliador);
Dra. Sonia Aparecida Lopes Benites - UEM (avaliadora);
Dr. Fábio José Rauen – UNISUL (avaliador);
Dra. Silvânia Siebert – UNISUL (avaliadora); e
Dra. Maria Sirlene Pereira Schlickmann – UNISUL (suplente).

 


Resumo:

 

Podemos perceber na publicidade contemporânea a presença de textos verbais e não verbais que remetem a estilos e movimentos de décadas passadas – por vezes de séculos passados. Essas manifestações constituem-se em materialidades discursivas que frequentemente recebem o nome de retrô, vintage ou tradicional. O que tais textos têm em comum é o fato de recorrerem a uma cenografia nostálgica para atingir a persuasão necessária para seu sucesso. São comercializadas embalagens, rótulos de cerveja, desenhos em potes de margarina etc., com traços verbais e não verbais de décadas passadas, todas elas representações da persuasãonostálgica. Nesta pesquisa de doutorado pretende-se, como objetivo geral: Investigar como o discurso publicitário contemporâneo utiliza materialidades persuasivas e nostálgicas na promoção de produtos, instituições e pessoas. A pesquisa contou com leituras das áreas da Publicidade, Sociologia, Análise do Discurso, sobre diferentes noções, das quais destacam-se as principais: Maingueneau (2007; 2008) e Sarfati (2010) sobre Análise do Discurso; Achard (2007), Huyssen (2000), Orlandi (2005) e Pêcheux (2007) sobre memória discursiva; Halbwachs (2006) e Wertsch (2010) sobre memória coletiva; Maingueneau (2014; 2015) sobre ethos discursivo; Cook (2001) e Goddard (2002) sobre publicidade. As peças publicitárias analisadas foram: a campanha publicitária de uma linha de eletrodomésticos retrô; o website de uma chef; um cardápio de restaurante; a campanha publicitária “No mundo de hoje, tudo envelhece muito rápido”; o website e a websérie de uma rede educacional. Após a análise interpretativa das peças publicitárias, alguns resultados podem ser elencados: i) Materialidades discursivas que em sua constituição remetem ao passado têm frequentemente o valor de fino e requintado; ii) A nostalgia figura como elemento de agregação persuasiva, fortalecendo assim a publicidade contemporânea; por essa razão, poder-se-ia nominar determinadas materialidades como persuasivo-nostálgicas; iii) Há um uso indistinto das expressões retrô, vintage e tradicional; iv) A memória e o ethos discursivo são elementos fortemente ativados/construídos na cenografia persuasivo-nostálgica.

 

Palavras-chave: Discurso. Publicidade. Materialidades persuasivo-nostálgicas.

 


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061