PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA     CONSULTA AO ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Teses > Teses Defendidas > Resumos de Teses

 

Teses

Teses Defendidas

Editais de Teses

 

Teses

Resumos de Teses


 

030


Imagem amadora no telejornalismo em tempos de cultura digital: implicações sobre o valor-notícia visualidade, na perspectiva de editores-chefes de telejornais de abrangência estadual de Santa Catarina

 

Fábio Bitencourt Cadorin


Dia 10 de setembro de 2015, às 14 horas;

na Sala de Treinamento, Bloco A, do Campus Sul da Universidade do Sul de Santa Catarina.

Dra. Jussara Bittencourt de Sá – UNISUL (orientadora);

Dra. Maria José Ribeiro – FURB (avaliadora);

Dr. Gutemberg Alves Geraldes Junior – SATC (avaliador);

Dra. Deisi Scunderlick Eloy de Farias – UNISUL (avaliadora);

Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes – UNISUL (avaliadora); e

Dra. Silvânia Siebert – UNISUL (suplente).


Resumo:

 

O objetivo desta tese é investigar se a relevância do valor-notícia visualidade, no telejornalismo, sofre impacto com a implantação da TV digital. Além do referencial teórico, a pesquisa baseia-se em entrevistas com editores-chefes de telejornais de abrangência estadual de Santa Catarina. Parte-se do pressuposto de que a realidade é um fenômeno em construção. Por esta razão, adotam-se paradigmas construcionistas para nortear a investigação. Obtêm-se contribuições da Sociologia do Conhecimento, que trata a realidade como fenômeno socialmente construído. Essa mesma lógica conduz à compreensão de que a mídia se configura em um instrumento que ajuda a construir a realidade. Dentre as teorias do jornalismo, elege-se o Newsmaking por abarcar conceitos fundamentais à tese, a começar pelo valor-notícia. A opção também se dá pelo fato de o estudo se desenvolver na perspectiva dos emissores. A pesquisa bibliográfica aborda, inicialmente, a cultura digital. Analisam-se aspectos da transição do analógico para o digital e como esse processo de mudança afeta as mídias, sobretudo, a televisão. Percebe-se que a produção de imagens que alcançam ampla circulação já extrapola os limites dos veículos de comunicação de massa tradicionais. Neste contexto, inserem-se as imagens amadoras. A pesquisa também trata da televisão, desde um breve resgate histórico e sua evolução técnica, o desenvolvimento do veículo no Brasil e como, na era digital, ele assume novas características, coerentes com a cultura pós-moderna. Para atender aos propósitos da tese, debruça-se, também, sobre a centralidade e importância da visualidade na cultura digital. Procura-se, ainda, assentar a compreensão do tema da pesquisa em conceitos básicos do jornalismo, tais como notícia, valores-notícia e jornalismo participativo. No que tange a visualidade no telejornalismo, enfatiza-se o papel do olhar amador na construção da notícia. Como técnica de pesquisa, realizam-se entrevistas em profundidade com todos os editores-chefes de telejornais de abrangência estadual de Santa Catarina. Emprega-se a análise de conteúdo (BARDIN, 2010) para o tratamento do corpus. Os resultados sugerem que a relevância do valor-notícia visualidade, no telejornalismo, não sofre impacto com a implantação da TV digital. Duas são as principais justificativas. Mesmo que a TV digital se diferencie pela imagem de alta definição, observou-se que não há impedimento para inserção de imagem amadora nos telejornais. Constatou-se, também, que o canal de retorno característico da TV digital, que permite a comunicação bidirecional, ainda não está disponível para os usuários. Por esse motivo, a interatividade entre emissora e telespectador permanece de forma não integrada. As implicações sobre o valor-notícia visualidade, portanto, tem a ver com o ingresso na cultura digital, mas não diretamente com a TV digital. Os dados também apontam para o fortalecimento do jornalismo participativo e da audiência como coautora da produção noticiosa de televisão, uma vez que a imagem amadora assume relevância e aplicabilidade além de sua utilidade como cobertura da zona de sombra. Percebe-se, ainda, uma tendência de aprofundamento das notícias nos telejornais, contrapondo-se à superficialidade e imprecisão que caracteriza grande parte das notícias produzidas por pessoas que não são da área de jornalismo, veiculadas por meios como internet, principalmente, nas redes sociais.

 

Palavras-chave:

 

Imagem amadora. Valor-notícia visualidade. Telejornalismo. TV digital. Cultura digital.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061