PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA    ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Notícias > Página Principal

 

Notícias

Página Principal

Notícias do Front

PPGCL na TV

Notícias de 2018

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Notícias de 2006

Notícias de 2005

Notícias de 2004

Notícias

Página Principal


Foto/divulgação: PPGCL

Uma Pós-graduação Cinco Estrelas, uma Universidade Cinco Estrelas
 

(21/12/2018) PPGCL termina 2018 consolidando-se como vetor de formação pós-graduada qualificada de mestres e doutores na área de linguística e literatura. Em 2019, o programa comemora 20 anos de mestrado e 10 anos de doutorado.
 

Árvore dos desejos.
 

Já é tradiconal, em dezembro de cada ano, o PPGCL montar sua árvore de natal. Este ano, contudo, foi diferente. Ao lado dos tradicionais enfeites natalinos, pudemos colocar em pequenas fichas nossos desejos para o porvir. Sim, devemos desejar o melhor para todos e colocar alguns desses desejos na árvore foi muito inspirador.
 

Uma das inspirações recorrentes foi a consciência do agradecimento. Não apenas o já costumeiro agradecimento que produzimos na matéria de encerramento de cada ano, afinal hoje (21) é o último dia do calendário de atividades de 2018, mas um agradecimento especial pela oportunidade que o projeto de pós-graduação em ciências da linguagem viabilizou para fazer diferença na vida de tantas pessoas e, e acima de tudo, por ter sido abençoado e iluminado pela confiança de tantas pessoas.
 

Em julho de 1999, começávamos nossas atividades em Tubarão convictos de que tínhamos um projeto que valia a pena. Em 2001, estendemos nossas atividades para a região de Florianópolis convictos de que era correto dar esse passo tão ousado para a época. Reconhecidos na esfera estadual, fomos o primeiro mestrado a ser recomendado pela Capes em 2003, o primeiro doutorado de nossa Universidade a ser autorizado pela Capes em 2008 e o primeiro programa de pós-graduação em 2017 a obter o conceito cinco, convictos de que podíamos construir uma sólida pós-graduação.
 

Hoje são 352 mestres e 71 doutores titulados, 29 mestres e 51 doutores por titular, 41 docentes e 10 secretárias, inúmeros dirigentes, colaboradores, familiares e amigos. Enfim, são tantas vidas por agradecer; são tantas fichas por colocar em nossa árvore de natal.
 

Coordenação.


Foto/divulgação: UNISUL

Fita Crepe de Ouro terá sessão especial no Passeio Pedra Branca

 

(13/12/2018) A 12ª Mostra Competitiva Fita Crepe de Ouro realiza a sessão especial no Passeio Pedra Branca, na próxima sexta (14), às 20h, com a exibição de cinco filmes. A entrada é franca.

 

Momento aguardado

 

O Fita Crepe de Ouro é o momento mais aguardado pelos estudantes do curso de Cinema, coordenado pela professora Mara Sala. Além de exibirem seus filmes, o evento premia os melhores Trabalhos de Conclusão de Curso produzidos em cada ano. Este ano, o Festival ocorreu nos dias 6 e 7 de dezembro e apresentou os trabalhos de 18 estudantes do curso de Cinema da Unisul, Campus Grande Florianópolis, no Centro Integrado de Cultura (CIC) em Florianópolis. O resultado oficial está disponível AQUI.

 

O "Festival Fita Crepe de Ouro" consiste de mostra competitiva de filmes curta-metragem produzidos por acadêmicos da oitava fase do Curso de Cinema e Audiovisual da Unidade Pedra Branca do Campus Grande Florianópolis em Palhoça (SC) aberta à comunidade e realizada em dezembro com apoio dos docentes do PPGCL. Entre outras contribuições do PPGCL, as professoras Dilma Juliano e Nádia Neckel participaram como juradas do evento em 2018.

 

Foto/divulgação: UNISUL

 

UnisulHoje (adaptado).


Foto/divulgação: PPGCL

Representações do desejo

 

(06/12/2018) A estudante Tatiana Gzornabay Mânica defendeu na tarde desta quinta (6) a tese "O desejo e suas representações nas personagens femininas de Júlia Lopes de Almeida" no Campus de Tubarão. A pesquisa encerra ciclo de defesas de trabalhos de conclusão do PPGCL de 2018.

 

De imperfeições e emendas

 

Docentes, discentes, pesquisadores e convidados participaram da apresentação e da arguição oral da tese da estudante Tatiana Gzornabay Mânica sobre as representações do desejo em personagens femininas da autora Júlia Lopes de Almeida.

 

"Meu interesse no trabalho é observar a questão do desejo e de suas representações nas personagens femininas das obras de Júlia Lopes de Almeida, tanto em sua escritura quanto na revelação de seus desejos em meio ao contexto social e cultural do final do século XIX e início do século XX", diz Tatiana.

 

Para a pesquisadora, a literatura registra sentimentos em forma de narrativas, transferindo riquezas ficcionais para futuras gerações. Partindo do pressuposto de que a obra literária permite conhecer e avaliar o contexto sócio-histórico e cultural de uma sociedade, não se distanciando da personalidade da autora diante de seu contexto, Tatiana levantou a hipótese de que as personagens femininas nas obras de Júlia Lopes de Almeida representam diferentes formas do desejo.

 

"Acho importante estudar a obra de Júlia Lopes de Almeida, porque seu discurso suscitou múltiplas vozes femininas e suas personagens permanecem tão singulares quanto no momento de sua criação", justifica. "Os desejos femininos que a autora representou têm ressonância no século XX e as representações desses desejos provocam o imaginário, a ausência, a presença, a identidade das mulheres que buscam pontuar sua importância nas relações interpessoais, bem como parte integrante da sociedade em que vivem", complementa.

 

Para a pesquisa, Tatiana selecionou quatro romances, um conto e uma peça teatral do elenco de obras da escritora: os romances A falência (1901), A intrusa (1908), Cruel Amor (1911) e O funil do Diabo (1915), o conto intitulado Último capítulo (1916) e a peça teatral Quem não perdoa (1917).

 

"Considerando todas as análises, as relações de desejos, as individualidades de cada personagem e o contexto histórico e social de cada uma delas, eu constatei que os desejos expressos pelas personagens femininas do final do século XIX e do início do século XX são, com certo atrevimento, desejos que a própria autora gostaria de desdobrar em sua vida", conclui Tatiana. "Eu acredito que uma frase que está registrada na obra ‘A intrusa’ corrobora minha tese. Nessa obra, Julia diz ‘Eu sou imperfeita e adoro a minha imperfeição, para poder emendar-me’".

 

Foto/divulgação: PPGCL

 

Orientado pela professora Dra. Jussara Bittencourt de Sá – UNISUL, a tese de Tatiana foi avaliada por banca formada pelos professores Dr. Gutemberg Alves Geraldes Junior (SATC), Dra. Rosemary de Fátima de Assis Domingos (IFC), Dr. Mário Abel Bressan Junior (Unisul), Dra. Marlene Rodrigues Brandolt (Unisul) e Dra. Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes (Unisul).

 

As atividades ocorreram na Sala 7 Centro de Pós-Graduação do Campus Tubarão da Universidade do Sul de Santa Catarina e encerraram o ciclo de defesas do Programa em 2018. Neste ano, o PPGCL titulou sete mestres e doze doutores, totalizando 352 egressos de mestrado e 71 egressos de doutorado desde o início das atividades.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Palestra e defesas de TCC movimentam final de ano

 

(04/12/2018) Professores e estudantes do PPGCL participam ativamente de bancas de conclusão de vários cursos de graduação e professor Fábio Rauen ministra palestra sobre artigos científicos nesta segunda (3).

 

Trabalhos de Conclusão de Curso

 

Estudantes de graduação de diversos cursos da Unisul estão apresentando nas últimas semanas de novembro e primeiras semanas de dezembros seus trabalhos de conclusão de curso. Na semana passada, um conjunto expressivo de bancas do curso de Cinema movimentaram o Laboratório de Linguagens da Unisul da Pedra Branca e tiveram entre os avaliadores docentes e estudantes do PPGCL. Nesta semana, ocorrem as defesas de 14 pesquisas do curso de Letras do Campus de Tubarão.

 

"Em momentos como estes, nos quais percebemos a quantidade de pesquisas que foram orientadas ou avaliadas por docentes ou por estudantes do PPGCL, é que nos damos conta do nível de integração que há entre os dois níveis de ensino na Unisul", comenta o professor Fábio Rauen, coordenador da pós-graduação. "O que nos entusiasma é que essa contribuição se expande para um conjunto expressivo de cursos da Universidade seja no Campus de Tubarão ou no Campus da Grande Florianópolis em Pedra Branca", complementa.

 

De monografia a artigo

 

Rauen também proferiu na noite desta segunda (3) no auditório do Bloco da Saúde a palestra "De monografia a artigo: desafios". A apresentação fez parte de mesa redonda sobre pesquisas do II Ciclo de Pesquisas do Curso de Direito do Campus de Tubarão e contou com a participação da professora Rosângela Tremmel, editora da Revista "De fato e de Direito".

 

"Nesta palestra eu falei sobre a minha experiência como editor de Linguagem em (Dis)curso e sobre o que considero essencial para a qualificação dos textos acadêmicos, ou seja, a capacidade de o texto desenvolver dois argumentos que sustentam o objetivo e a conclusão da pesquisa, respectivamente", explica.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Discurso, equivoco e gozo

 

(03/12/2018) O prof. Dr. Maurício Maliska apresentou conferência "Discurso, equivoco e ... gozo no laço social" na abertura do "IX Simpósio do Grupo de Teorias do Discurso – GTDis: Discurso, equivocidade e..." que ocorreu nos dias 29 e 30 de novembro de 2018 na Universidade de Caxias do Sul.

 

Todo discurso possui uma relação com o gozo, o saber e a verdade

 

Em sua conferência de abertura, Maliska desenvolveu a ideia de que todo discurso possui uma relação com o gozo, o saber e a verdade. Partindo da teoria lacaniana dos quatros discursos, Maliska desdobrou a relação de cada um dos quatro discursos, Discurso do Mestre, Discurso da Histérica, Discurso do Analista e Discurso do Universitário, com os conceitos de gozo, saber e verdade. Por fim, também foi apresentado o Discurso Capitalista enquanto o discurso do mestre moderno e sua relação com a contemporaneidade.

 

O IX Simpósio do Grupo de Teorias do Discurso contou com a participação de pesquisadores nacionais na área de Análise de Discurso, especialmente pesquisadores que colocam em diálogo as Teorias de Discurso com a Teoria Psicanalítica. Mesas de trabalho, conferências, apresentações artísticas e um caloroso debate com o público fizeram parte da extensa programação.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Dra. Andreia Daltoé ministra aula inaugural na UFPel

 

(22/11/2018) A professora Dra. Andreia da Silva Daltoé ministrou nesta terça (20) a palestra "O esquecimento do nome: o que pode ser dito sobre a Ditadura hoje" na UFPel. O evento configurou aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em letras da Universidade Federal de Pelotas.

 

Memória e esquecimento

 

A convite da Dra. Luciana Vinhas, coordenadora do Curso de Letras-Português da UFPEL, a Profa. Dra. Andréia Daltoé esteve em Pelotas/RS para a Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em letras da Universidade Federal de Pelotas, quando proferiu a palestra "O esquecimento do nome: o que pode ser dito sobre a Ditadura hoje".

 

No dia anterior, também participou de um encontro com os alunos de Letras da Universidade discutindo o tema "O lugar de fala do professor: dominação e resistência". Esta atividade integrou o Projeto "Em Bom Português: Diálogos do Curso de Licenciatura em Letras-Português, promovido pelo Centro de Letras e Comunicação da UFPEL.

 

"Estes dois momentos foram um espaço muito importante, porque, além de estreitar os laços interinstitucionais, fazem conhecer os trabalhos de nossos programas de pós-graduação, também fortaleceram a rede de grupos de pesquisa que integramos", explica Andreia.

As professoras Andréia e Luciana participam do Grupo de Estudos Pecheutianos (GEP-UNIPAMPA), formados por ex-alunos do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS.

 

Foto/divulgação: PPGCL

 

PPGCL


MAIS NOTÍCIAS DO PROGRAMA

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061