PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA    ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Notícias > Página Principal

 

Notícias

Página Principal

Notícias do Front

PPGCL na TV

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Notícias de 2006

Notícias de 2005

Notícias de 2004

Notícias

Página Principal



Foto/Divulgação: UnisulHoje

Curso de Letras reúne teatro e poemas em evento gratuito

 

(14/08/2017) O curso de Letras da Unisul de Tubarão organizou uma movimentação literária com entrada gratuita para a segunda-feira, 14/8, e quarta-feira, 16/8, no Salão Nobre da Unisul de Tubarão, ambas as datas das 19h15min às 22h.

 

No dia 14 de agosto acontece a apresentação da peça teatral ‘Esaú e Jacó’, adaptação do romance homônimo de Machado de Assis. A peça será encenada pela Cia de Teatro Encena Dehon. Após a apresentação haverá uma mesa-redonda com a temática ‘Diversidade religiosa e política em Machado de Assis’.

Com o objetivo de promover a leitura e a criatividade dos acadêmicos, bem como fortalecer a discussão de assuntos não apenas literários, mas relevantes para o contexto social, no dia 16 de agosto haverá a apresentação de poesias pelos acadêmicos de Letras. “O primeiro dia do evento é a apresentação de uma peça adaptada de Machado de Assis e uma mesa redonda com o tema de diversidade religiosa e política nesse autor. No segundo dia, apresentação livre de composições dos acadêmicos”, conta o coordenador do curso de Letras, professor Fabio Ballmann.

 

UnisulHoje


Foto/Divulgação: PPGCL
Cinema de terror é objeto de dissertação


(14/08/2017) Ainda nesta segunda-feira, o estudante de mestrado Daniel Lucas de Medeiros, defendeu sua dissertação intitulada “Atividade Paranormal e o realismo no cinema de terror contemporâneo”. A defesa pública foi realizada no campus Pedra Branca.

 

Subgênero found footage


O subgênero found footage proliferou-se a partir da virada do milênio e hoje representa uma parcela significativa da produção do cinema de terror norte-americano – especialmente o independente. Caracterizado pelo uso de câmeras diegéticas – inseridas dentro do universo narrativo dos filmes –, que normalmente são manuseadas pelos próprios personagens, as produções realizadas dentro desse estilo aproximam a relação que o público tem com uma imagem supostamente (e simuladamente) amadora e, consequentemente, mais realista.


“Esta dissertação tem o objetivo de analisar de que maneira o subgênero found footage se relaciona com essa discussão a respeito do realismo no cinema, mais especificamente no cinema de terror”, explica o mestrando.


Para atingir o objetivo, estudou-se a história do realismo no cinema – tendo como base estudos de autores como André Bazin, Ismail Xavier e David Bordwell.


“Por meio dessas análises, observamos que a própria concepção de realismo dentro da franquia mostra-se maleável, à medida que os filmes ora pendem para um cinema de vanguarda, ora para um cinema clássico”, finaliza Daniel.

 

Daniel foi aprovado com distinção em banca composta pelos avaliadores Dra. Ramayana Lira de Sousa – UNISUL (orientadora), Dr. Rodrigo Octávio D’azevedo Carreiro – UFPE (avaliador), Dra. Ana Carolina Cernicchiaro – UNISUL (avaliadora) e Dr. Antonio Carlos dos Santos – UNISUL (suplente).

 

Foto/Divulgação: PPGCL

 

PPGCL


Foto/Divulgação: PPGCL

Pesquisa analisa imagens na apreensão da cultura


(14/08/2017) Nesta segunda-feira (14), a doutoranda Cynthia Hansen, defendeu no campus Pedra Branca sua tese intitulada “O uso de imagens para a apreensão da cultura: uma abordagem baseada na filosofia peirceana”. O trabalho está vinculado a linha de pesquisa Texto e Discurso.


Imagem e cultura


A sociedade se constrói enquanto cultura desde as atitudes mais prosaicas do dia-a-dia até as problematizações mais complexas que coloca em pauta para sua própria reflexão. Diante desse contexto, os estudos realizados pela estudante Cynthia, mostram que a cultura é um contexto no qual uma profusão de possibilidades significantes (comportamentos, artefatos, estados de consciência) se entrelaça.


“Em vista disso, o objetivo desta tese é mostrar que é possível extrair conhecimento sobre o mundo a partir dos fenômenos que constituem este próprio mundo e que a análise semiótica de imagens produzidas pelas pessoas a respeito de suas experiências cotidianas é uma estratégia válida para isso”, explica Cynthia.


A pesquisa permite pensar como a atenção diligente a determinadas ações sociais deliberadas e o uso de uma ferramenta conceitual adaptada ao caráter holístico do contexto cultural são capazes de fornecer inferências que podem ser consideras logicamente corretas porque se dão a partir do grupo mesmo que negocia os significados ali potencializados e expressam, em diferentes níveis, suas crenças, desejos e intenções.


Cynthia Hansen obteve conceito aprovado em banca composta pelos professores Dra. Nádia Régia Maffi Neckel – UNISUL (orientadora), Dra. Graziela Morelli – UNIVALLI (avaliadora), Dra. Luciene Jung de Campos UCS (avaliadora), Dr. Antonio Carlos dos Santos – UNISUL (avaliador), Dra. Ramayana Lira de Sousa – UNISUL (avaliadora), Dra. Giovanna Benedetto Flores – UNISUL (suplente interno) e Dra. Ana Josefina Ferrari - UFPR (suplente externo).

 

Foto/Divulgação: PPGCL

 

PPGCL



Foto/Divulgação: PPGCL

Pesquisa é inspirada em narrativa literária


(14/08/2017) Ainda se pode falar em literatura? Em arte? Estas e outras questões foram debatidas e apresentadas na Defesa Pública de Tese da estudante Vera Lucia Sommer, na última sexta-feira (11), às 14 horas no campus Pedra Branca.

Sobre a narrativa literária produzida na América Latina na era pós-moderna, a tese intitulada “Reprodução: a subjetividade emergente numa narrativa distópica e pós-autônoma”, analisou o romance Reprodução, do escritor e jornalista brasileiro Bernardo Carvalho.

“Por meio da escritura de BC e, especialmente, do romance Reprodução, objeto de estudo dessa pesquisa, buscou-se por sinais, indícios, rastros e vestígios para o debate sobre as características da atual produção literária brasileira, inserida no contexto da literatura e da arte contemporâneas”, explicou a doutoranda.

O trabalho de Vera foi aprovado por banca composta pelos avaliadores Dr. Antonio Carlos Gonçalves dos Santos – UNISUL (orientador), Dr. Jorge Hoffmann Wolff – UFSC (avaliador), Dra. Raquel Alvarenga Sena Venera – UNIVILLE (avaliadora), Dra. Ana Carolina Cernicchiaro – UNISUL (avaliadora), Dra. Dilma Beatriz Rocha Juliano – UNISUL (avaliadora), Dra. Nádia Régia Maffi Neckel – UNISUL (suplente interno) e Dra. Ana Porrúa – UNMDP (suplente externo).

 


Foto/Divulgação: PPGCL

 

PPGCL


Foto/Divulgação: PPGCL
Tese aborda Corpo(s)-arte de Rosângela Rennó


(11/08/2017) A estudante de doutorado Carla Süssenbach defendeu nesta sexta-feira (11) sua tese intitulada “Espelho Diário: Corpo(s)-arte de Rosângela Rennó na perspectiva discursiva”. O trabalho foi orientado pela professora Nádia Régia Maffi Neckel, no campus Pedra Branca.

A pesquisa de Carla se inscreve no campo teórico da Análise de Discurso pecheutiana e sua interlocução com o campo da arte, marcado por um lugar de dizer da história, da ideologia e também pelos aspectos sociais.

“O dispositivo teórico-analítico percorre diferentes noções/formulações discursivas notadamente: arquivo/dispositivo, texto/textualidade, função/efeito autor, projeções sensíveis/corpo-imagem”, explica a estudante.

O corpo


O gesto analítico estabelece também uma escuta teórica quanto a arte contemporânea e as questões que implicam o corpo tanto na linguagem da performance, quanto o corpo social determinado pelos gestos performativos. Projeções sensíveis é uma noção tomada para compreender o corpo-imagem de Rosângela Rennó, enquanto um gesto no Discurso Artístico, gesto este constituído na e pela contradição

Desta forma, a perspectiva discursiva permitiu a compreensão da opacidade, e os deslocamentos de sentidos presente na produção contemporânea da videoinstalação “Espelho Diário”.

A doutoranda foi aprovada em banca composta pelos avaliadores Dra. Nádia Régia Maffi Neckel – UNISUL (orientadora), Dra. Nadja de Carvalho Lamas – UNIVILLE (avaliadora), Dra. Suzy Maria Lagazzi – UNICAMP (avaliadora), Dra. Solange Maria Leda Gallo – UNISUL (avaliadora), Dr. Maurício Eugênio Maliska – UNISUL (avaliador), Dra. Giovanna Gertrudes Benedetto Flores – UNISUL (suplente interno) e
Dr. Sandro Braga – UFSC (suplente externo).

 

PPGCL


 

MAIS NOTÍCIAS DO PROGRAMA

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061