PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA    ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Notícias > Página Principal

 

Notícias

Página Principal

Notícias do Front

PPGCL na TV

Notícias de 2018

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Notícias de 2006

Notícias de 2005

Notícias de 2004

Notícias

Página Principal



Foto/divulgação: PPGCL

Trabalhos em Linguagem são apresentados na XIII JUNIC

 

(21/09/2018) XIII Junic conta com um conjunto expressivo de trabalhos de iniciação científica orientados por docentes do PPGCL. Pesquisa são apresentadas em sessões de pôsteres e de comunicações orais nesta quinta (20) no Bloco Pedagógico da Unisul de Tubarão.

 

Agenda intensa

 

O segundo dia da XIII JUNIC foi aberta pelo professor Dr. Hércules Nunes de Araújo, Pró-Reitor de Ensino, Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Inovação da Unisul e entrega do Prêmio Professor Inovador no auditório do Bloco Pedagógico - 1º Andar. Em seguida, foi ministrada a palestra "Internacionalização das atividades acadêmicas: Ambientes para formar um estudante global" pela professora Dra. Luciane Stallivieri, que é Researcher in Internationalization of Higher Education. O vento foi finalizado com sessão de pôsteres e de comunicações orais das pesquisas de iniciação científica da Unisul ocorreram no térreo do Bloco Pedagógico Salas do Térreo e 2º Andar do Bloco Pedagógico.

 

No evento, várias pesquisas de iniciação científica e de pós-graduação foram orientadas por docentes do PPGCL. Entre elas destacamos

 

"13 Reasons Why e 4.48 Psychosis: Ecos da voz suicida numa perspectiva psicanalítica", de Mário César Coelho Gomes, orientada por Maurício Eugênio Maliska.

"A imagem e memória no discurso não binário de gênero nos videoclipes brasileiros", de Junior Laurentino, orientada por Nadia Regia Maffi Neckel.

"A imagem pelo outro: estética e política no cinema documentário latino-americano contemporâneo", de Ana Carolina Cernicchiaro.

"Análise discursiva de textualidades digitais: pesquisa e autoria para/na Educação Básica", de Solange Maria Leda Gallo.

"Análise ostensivo-inferencial e lógico-argumentativa de resumos de comunicações científicas submetidos ao XI JUNIC e XI Seminário de Pesquisa em 2016", de Helena Liberato Pereira, orientada por Fábio José Rauen.

"Artes Crespas: O Corpo Negro nas Artes Visuais Contemporâneas", de Rodrigo Ribeiro Andrade dos Santos, orientada por Nadia Regia Maffi Neckel.

"Blax Marginalia: A estética e o sujeito do cinema no Brasil e nos Estados Unidos de 1968 a 1973", de Luiz Gustavo Laurindo dos Santos, orientada por Alexandre Linck Vargas.

"Corpo e Imagem em Discurso de Narrativas", de Carolina Soares Bizarro, orientada por Nadia Regia Maffi Neckel;

"Deslocamento e cartografias de gênero e sexualidade no cinema latino-americano contemporâneo", de Samantha Joane Garcia Cardoso, orientada por Ramayana Lira de Sousa.

"Discurso científico em plataforma digital: teoria e prática", de Thais Katarina da Silva Francisco e Carolina Soares Bizarro, orientada por Solange Maria Leda Gallo.

"Interações comunicacionais de Sheldon Cooper na versão dublada do episódio piloto da série "Big Bang: a teoria": análise conforme a teoria da relevância", de João Augusto Campos Michels, orientada por Fábio José Rauen.

"Jurisprudência sobre a extensão do escopo da lei maria da penha a homens heteroafetivos vítimas de violência doméstica e familiar: análise pragmáticocognitiva", de Bárbara Mendes Rauen, orientada por Fábio José Rauen.

"Nostalgia da Luz, de Patricio Guzmán, e a escavação da história", de Beatriz Kestering Tramontin, orientada por Ana Carolina Cernicchiaro.

"O desejo na peça teatral Quem não perdoa de Júlia Lopes de Almeida", de Tatiana Czornabay Manica, orientada por Jussara Bittencourt de Sá.

"Políticas e poéticas do curta-metragem feminista brasileiro contemporâneo", de Samantha Joane Garcia Cardoso, orientada por Ramayana Lira de Sousa.

"Rainhas do Rádio: uma construção da identidade musical brasileira e catarinense pelo viés da indústria cultural", de Jackson Gil Avila, orientada por Jussara Bittencourt de Sá.

"Representações nas narrativas da prosa literária: estudo sobre a Identidade Cultural do Sul Catarinense", de Daniela Varnier Gislon, orientada por. Jussara Bittencourt de Sá.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Novembrada em pauta

 

(20/09/2018) Professora Dra. Solange Gallo apresenta comunicação na mesa de abertura do III Congresso de Direito Unisul: Direito e Constituição na noite desta quarta (19) na Unidade Pedra Branca da Unisul. Em pauta, debate do filme "Novembrada".

 

O evento

 

Com o objetivo de contribuir para a pesquisa e produção de conhecimento acerca do Direito e da Sociedade, a Unisul e o Grupo de Pesquisa Zeitgeist promovem o III Congresso de Direito Unisul. O vento pretende ampliar a pesquisa, o estudo e o diálogo científico, de forma a incentivar a produção e divulgação do conhecimento jurídico, assegurando um espaço que congrega a disseminação de pesquisas, tendo como tema central o Direito e a Constituição.

 

O evento pretende contribuir para a formação e prática profissional dos alunos da Graduação e Pós-graduação; bem como para a pesquisa e produção de conhecimento, interligados à formação e exercício profissional das áreas envolvidas.

 

Foto/divulgação: PPGCL

O caso

 

A Novembrada é o nome pelo qual ficou conhecida a grande manifestação popular contra o Regime Militar implantado em 1964 no Brasil, ocorrida no movimentado centro de Florianópolis em 30 de novembro de 1979. "Novembrada" é um curta-metragem de Eduardo Paredes e narra o confronto entre populares e o então presidente da República, João Baptista Figueiredo. A obra, marcada pelo resgate histórico dos fatos que antecederam ao episódio e da patética reação do general à manifestação que reclamava o fim da ditadura militar, que naquele ano completava 15 anos. Trata-se de libelo bem produzido e grandioso em nome da liberdade.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Coordenação participa de mesa na XIII JUNIC

 

(20/09/2018) O professor Dr. Fábio José Rauen, coordenador do PPGCL, apresentou comunicação na Mesa Redonda "Internacionalização das pesquisas da Unisul e na Universidade de Cambridge", nesta quarta (19) no Auditório 211 do Bloco Pedagógico da Unisul. Em pauta avanços e reflexões sobre o tema no Programa.

 

Cotejo de realizações e desafios

 

Rauen apresentou no evento um apanhado geral de intercâmbios internacionais do Programa nos últimos anos. Entre outras questões, destacou convênios, contatos e parcerias, mobilidade acadêmica de docentes e discentes, circulação de pesquisadores estrangeiros, cursos, conferências e comunicações e o papel das publicações do PPGCL neste processo.

 

Em seguida, fez uma análise do que chamou de assimetrias e paradoxos da internacionalização. "Eu elegi quatro pontos que merecem reflexão, especialmente quando a Universidade se candidata a editais de fomento nacionais: assimetria institucional, quando põe em conflito o papel comunitário da Universidade versus ideais universais de ciência ou quando põe em competição universidades maduras e emergentes; de áreas, quando põe em competição áreas do conhecimento que se pautam por métricas quantitativas com áreas que não se pautam por esses critérios; de nações e de línguas, quando priorizam nações e línguas hegemônicas; e de reciprocidade, quando ainda prevalece um viés passivo de internacionalização", comenta.

Para Rauen, eventos como esses, gestados na própria Universidade, revelam o amadurecimento institucional da Unisul. "É louvável ver que a internacionalização está na agenda da Universidade", destaca.

 

O evento

Foto/divulgação: PPGCL

 

A Jornada Unisul de Iniciação Científica – JUNIC é um evento promovido pela Unisul realizado com o propósito de disseminar os resultados de pesquisas, fomentadas com recursos institucionais, como é o caso do Programa Unisul de Iniciação Científica – PUIC e Professor Inovador. Além destes, outros resultados de programas apoiados pelo Governo do Estado de Santa Catarina: Artigo 170 e Artigo 171 - Pesquisa, bem como programas apoiados pelo Governo Federal: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC, e Programa Institucional de Bolsas de Iniciação e Desenvolvimento Tecnológico e Inovação - PIBITI.

 

Neste ano, o evento XIII JUNIC e XIII SEMINÁRIO DE PESQUISA terá como tema central: Internacionalização da Pesquisa. Na quarta (19), o evento contou com três mesas: "Internacionalização da pesquisa: Possibilidades de Fomentos Externos", "Internacionalização das pesquisas da Unisul e na Universidade de Cambridge" e "Cidades Saudáveis e Sustentáveis". Hoje, o evento apresenta a conferência "Internacionalização das atividades acadêmicas: Ambientes para formar um estudante global", que será seguida de sessão de apresentação de pôsteres de comunicações de trabalhos de iniciação científica.

 

PPGCL


Foto/divulgação: AJEB/SC

Estudante do PPGCL coordena Associação de Jornalistas e Escritoras

 

(18/09/2018) Aconteceu no dia 13 de setembro a primeira reunião da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil de Santa Catarina (AJEB/SC).

 

Iniciativa local

 

Segundo a estudante de mestrado do PPGCL Renata Marques de Avellar Dal-Bó, que irá presidir a coordenadoria, a AJEB/SC tem como objetivo promover o intercâmbio de conhecimentos, experiências e ideias. “Além disso, a associação também vai possibilitar que nossos talentos literários daqui sejam representados nacionalmente, podendo compartilhar nossas produções culturais e literárias com jornalistas e escritoras de todo o país”, complementa.

 

Participam também da coordenadoria da AJEB/SC as estudantes de mestrado do PPGCL Emanuelle Querino Alves de Aviz (vice-presidente), Walquíria Guedert (tesoureira), Cíntia Abreu, a estudante de doutorado Tatiana Manica (secretária) e a pós-doutoranda Marlene Brandolt.

 

Renata toma posse na Academia Cearense de Letras no dia 24 de setembro, durante o Encontro Nacional da Ajeb em Fortaleza. “Estou muito feliz com esse novo desafio de poder propiciar a união de jornalistas e escritoras de nosso estado em prol de um só objetivo: ‘A perenidade do pensamento pela palavra’”, comemora.

 

Renata Margues de Avellar Dal-Bó é também colunista do Diário do Sul e apresentadora da UnisulTV. A Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil é uma associação sem fins lucrativos, fundada pela escritora Hellé Velloso Fernandes em 8 de abril de 1970 na cidade de Curitiba.

 

PPGCL


Foto/divulgação: PPGCL

Vinte trabalhos são qualificados na Jornada de Pesquisas do PPGCL

 

(15/09/2018) Com a apresentação das últimas cinco pesquisas do Campus Sul do PPGCL (ver matéria completa) nesta sexta (14), Jornada de Pesquisas do PPGCL qualifica vinte trabalhos acadêmicos.

 

Imagens em movimento

 

O primeiro trabalho a ser apresentado no último dia da Jornada de Pesquisas foi a qualificação de projeto de dissertação de Vanessa Silva Sagica, intitulado "A sobrevivência do dispositivo representativo: imagens em movimento na E.M.E.B. Faustina da Luz Patrício".

 

O projeto de Vanessa pretende analisar o dispositivo representativo nas imagens em movimento que se apresentam na Escola. Para dar conta do trabalho, Vanessa pretende realizar uma pesquisa de campo para obter dados imagéticos que exemplifiquem a sobrevivência do dispositivo representativo na escola no ano de 2018. Para fundamentar seu projeto, Vanessa mobiliza conceitos de Agamben, Mondzain, Rancière e Didi-Huberman, bem como a Lei 9394/96 e o Projeto Político Pedagógico da escola em questão.

 

"Eu estou me propondo a identificar a escola como representação mimética, e verificar se os princípios da economia divina ainda estão presentes na contemporaneidade, induzindo e estabelecendo normas do sensível", esclarece.

 

O projeto, orientado pelo professor Dr. Alexandre Linck Vargas foi avaliado pelas professoras Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes e Dra. Jussara Bittencourt de Sá.

 

Foto/divulgação: PPGCL

Poética de Yzalú

 

Em seguida, foi apresentado o projeto "Poética de Yzalú: análise do que há de diferença" de Micaella Schmitz Pinheiro. O objetivo do estudo bibliográfico e documental de Micaella é compreender o que há de diferença na poética de Yzalú e como tal conceito se articula a imagem e a música da cantora.

 

"Para dar conta desse objetivo, eu pretendo abordar a gênese das questões feminista e os movimentos de Hip Hop e Rap no cenário cultural brasileiro, além dos de conceitos como diferença, identidade, experiência, gênero e deficiência", explica a autora.

 

"Através desse trabalho, eu espero compreender os movimentos culturais, dar visibilidade as minorias sociais e pensar na indistinção entre vida e obra, a partir da poética de Yzalú que não se restringe a essa fronteira entre vida e obra", argumenta.

 

O trabalho de Micaella, orientado pelo professor Dr. Alexandre Linck Vargas, contou com a avaliação de banca formada pelas professoras Dra. Claudia Nandi Formentin (SATC) e Dra. Jussara Bittencourt de Sá.

 

Foto/divulgação: PPGCL

Representações do bem e do mal

 

Encerrando as atividades matutinas, a estudante Ana Caroline Voltolini Fernandes apresentou seu projeto de dissertação intitulado "Representações do bem e do mal no imaginário infantil".

 

Nesta pesquisa, Ana Caroline pretende identificar, sob a perspectiva da teoria do imaginário, as representações do bem e do mal formuladas por alunos do quinto ano do ensino fundamental da Escola Municipal de Educação Básica Faustina da Luz Patrício, de Tubarão (SC).

 

Para se alcançar o objetivo geral da pesquisa, a estudante fará uso da Culturanálise de Grupo postulada por José Carlos de Paula Carvalho para mapear a cultura latente do grupo, e o teste projetivo AT-9 de Yves Durand (1987) para colher as representações e posteriormente relacioná-las com a teoria do imaginário proposta por Gilbert Durand, especialmente com os regimes de representação da imagem apresentados pelo referido autor. Por fim, através da mitocrítica, a pesquisadora pretende identificar o mito diretor que rege o imaginário do bem e do mal dos estudantes.

 

O trabalho de Ana Caroline é orientado pela professora Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes e foi avaliado por banca formada pelos professores Dr. Alexandre Linck Vargas e Dra. Jussara Bittencourt de Sá.

 

Foto/divulgação: PPGCL

Racionalidade e imaginário

 

O primeiro trabalho apresentado à tarde, Viviani do Nascimento qualificou seu projeto de tese intitulado "Racionalidade e imaginário: representações simbólicas entre docentes de física do vale de Braço do Norte".

 

O projeto de tese de Viviani visa a analisar, a partir do ponto de vista da teoria do imaginário, as representações simbólicas de docentes de Física do vale de Braço do Norte. "Minha intenção é demonstrar que há raízes míticas e imaginárias em qualquer discurso", explica a autora. "Além disso, pretendo propor um estudo sistemático das duas abordagens, racionalidade e imaginário por meio de análise das representações simbólicas dessa relação entre os docentes de física", antecipa.

 

Para dar conta desses objetivos, Viviane pretende utilizar o método da Culturanálise de Grupos de José Carlos de Paula Carvalho. "Por meio disso, esperamos apontar os elementos simbólicos e sua contribuição na cultura, na literatura, enfim na produção de conhecimento", complementa a pesquisadora.

 

O projeto de tese de Viviani do Nascimento, orientado pela professora Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes, foi avaliado por banca formada pelos professores Dr. Alexandre Linck Vargas e Dra. Jussara Bittencourt de Sá.

 

Foto/divulgação: PPGCL

O jogo da ficção filosófica de Vilém Flusser

O último trabalho das Jornadas de Pesquisas foi o projeto de dissertação do estudante Jessé Antunes Torres intitulado "Homo Fictor: o jogo da ficção filosófica de Vilém Flusser".

 

O projeto de dissertação de Torres tem por objeto a chamada ficção filosófica do tcheco-brasileiro Vilém Flusser. "A ideia/conceito de ficção filosófica permeia toda a sua obra, mas que se materializa mais especificamente em um conjunto de textos em que o autor lança mão da invenção e da criação como forma de provocar reflexão em seus leitores", destaca o estudante.

 

Segundo o estudante, as ficções filosóficas estão entre os textos mais originais e expressivos da filosofia de Flusser: não são apenas meios para um fim, mas resultado de uma posição específica com relação à possibilidade do conhecimento.

 

"Pretendo analisar essa ficção sob múltiplos e complexos aspectos, mas especialmente o literário, quando me aproximo da teoria da literatura, para melhor compreendê-la e propor novas leituras e vias de acesso", explica Torres. "Pretendo dessa forma contribuir, por mais modesta que seja minha ajuda, com o diálogo sobre Flusser, cuja obra ainda se encontra em grande parte inédita", complementa.

 

O ensaios de Jessé Antunes Torres, orientado pelo professor Dr. Alexandre Linck Vargas, foi avaliado por Banca formada pelas professoras Dra. Heloisa Juncklaus Preis Moraes e Dra. Jussara Bittencourt de Sá.

 

Foto/divulgação: PPGCL

PPGCL


MAIS NOTÍCIAS DO PROGRAMA

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061