PORTAL UNISUL   BIBLIOTECA   ACERVO  BASE DE DADOS   DISSERTAÇÕES   TESES   PORTAL DE PERIÓDICOS   MINHA UNISUL   CONTATO

Página Inicial > Notícias > Página Principal

 

Notícias

Página Principal

Notícias do Front

PPGCL na TV

Notícias de 2020

Notícias de 2019

Notícias de 2018

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Notícias de 2006

Notícias de 2005

Notícias de 2004

Notícias

Página Principal


 

Foto: Divulgação

COVID-19: a professora que se reinventou durante a quarentena
 

(31/03/2020) A jovem paulista, recém-doutorada na França, chega, no final dos anos 90 na Unisul e ajuda a plantar a semente da ciências da linguagem no Campus da Pedra Branca.  Mostra a importância da linguagem e da análise do discurso para o processo de comunicação. E participa da implantação dos cursos de Jornalismo e Publicidade no Campus da Pedra Branca. Vinte e dois anos depois, depara-se com um novo desafio: é preciso ensinar de casa, por força da pandemia que isola o ser humano na maioria dos países.

 

Solange Leda Gallo, professora do Mestrado e Doutorado em Ciências da Linguagem na Unisul e da graduação em Jornalismo não poupou a sua teimosia. Assistiu a vídeos tutoriais e relembrou os tempos de uma jovem docente.

 

“J’avais froid dans mon ventre, respirei fundo e mesmo com frio na barriga estreei no chat. No início foi difícil. Olhei para a página aberta e não sabia o que serviria para o que eu precisava. Mural? Forum? Midiateca? Exposição? Tudo abstrato e sem sentido naquele momento inicial”. Mas o apoio técnico e os recursos tecnológicos da Unisul a ajudaram a vencer a transposição. “Sim, é preciso vencer uma nova realidade. Por maior que seja o conhecimento do professor, é fundamental que estejamos preparados para momentos como esse. E quem sabe já estaremos nos adequando a um futuro inevitável”, salienta.

 

Solange Gallo, relata que pensou: ok, então chegou minha hora de interagir com os alunos, vamos encarar o que é preciso fazer. “Entrei…esperei um pouco e escrevi: boa noite, pessoal! Então eles começaram a entrar aos poucos e a conversa foi esquentando e ficou muito, muito bom. Ótimo! Eles perguntavam mesmo, prá valer, e eu tentando não perder o ritmo do papo, respondendo da forma mais precisa e rápida possível. Foi um desafio, mas muito gratificante. Depois coloquei tarefas no fórum, e percebi que poderia abrir e corrigir ali mesmo as respostas de todos eles, não precisava mais do e-mail. Também comecei a acessar a ferramenta Turma pra enviar recados individualizados. Tudo estava funcionando! Que legal!”

 

A professora conta, que vencida a primeira etapa, logo veio a segunda, que logo chegou outro desafio, o da webconferência e, devo, frio na barriga. “Será que eles vão aparecer? Será que vão me ver e ouvir bem? E, então aconteceu, e foi muito legal também. Quando percebi aquela fila enorme de “Boa noite professora” do lado esquerdo da tela, fiquei muito feliz, eles estavam ali. Fiquei empolgada como eu fico nas aulas presenciais durante todo tempo da aula. Eles interagiam com perguntas o tempo todo e depois escreviam. Ah, entendi. Nossa, que alívio, estava funcionando e muito bem”.

 

Solange Gallo disse que se sentiu enriquecida com este momento de interação on line com os alunos. “Estou feliz com a oportunidade de ter sido “obrigada” a encarar essa metodologia, que sempre me atraiu, mas que nunca tinha sido, de fato, necessária. Portanto, sempre ficou em meus planos como algo a ser experimentado depois. Fico feliz que o depois tenha chegado! Está sendo um desafio que nós e os alunos estamos vencendo juntos. Além disso, sempre achamos que a EAD é uma alternativa secundária, mas esse tabu já caiu. Em determinados momentos e contextos funciona até melhor”, ressalta Gallo.

 

Texto: UnisulHoje 


Foto: Anchor

Professora Ana Carolina participa de homenagem dos 100 anos de Clarice Lispector

(26/03/2020) A professora Ana Carolina Cernicchiaro, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Unisul, participou do projeto Clarice 100 Ears, coordenado pela professora Marília Librandi-Rocha, da Universidade de Princeton (EUA). Sua participação foi através de um podcast. Saiba como ouvir!

 

O projeto Clarice 100 Ears é multilíngue e conta com leituras de pesquisadores, escritores e críticos literários do Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, México, Espanha, Reino Unido, Itália, França e Japã. A homenagem fará parte do evento "Clarice Lispector 100 Years", que acontecerá na Universidade de Princeton (lispector.princeton.edu).

 

O áudio pode ser ouvido em https://anchor.fm/marilia-librandi. 

 


 

Foto: PPGCL
Atividades à distância são implementadas

(18/03/2020) Aulas, orientações e demais atividades do PPGCL estão sendo realizadas com recursos de ensino a distância desde segunda. Iniciativa colabora com esforço coletivo de prevenção e combate ao COVID-19.

Medida necessária

Desde segunda (16), todas as atividades de pesquisa, ensino e extensão do PPGCL estão sendo realizadas remotamente. Nesta quarta (18), medida se estende para questões administrativas. Professores, estudantes e colaboradoras estão atuando desde suas residências.

“Sem paralisar as atividades e mantendo a qualidade do Programa, estas medidas necessárias ajudam decisivamente na diminuição do contágio da doença”, esclarece o professor Fábio Rauen, coordenador do programa.

“Aulas e orientações estão sendo prioritariamente realizadas pelos recursos on-line de aprendizagem da Unisul Virtual e defesas de projetos e ensaios de tese estão sendo remarcadas por videoconferência”, complementa.

Cronograma do processo seletivo é mantido

Apesar das restrições de mobilidade, o cronograma do processo seletivo está sendo mantido, com inscrições abertas até 30 de abril de 2020. Quaisquer orientações podem ser obtidas pelos e-mails ppgcl.sec@unisul.br e ppgcl.pb@unisul.br. Professores do Programa estão disponíveis para ajudar os candidatos a elaborar seus anteprojetos de dissertação ou tese.

Além disso, toda a documentação agora pode ser encaminhada on-line, dispensando a necessidade de comparecer presencialmente. “Essa medida será mantida até o final do prazo das inscrições”, diz Kellen Oliveira, secretária do PPGCL.

Na foto, um flagrante da professora Giovanna Flores lecionando a disciplina “Tópicos Especiais em Discurso, Cultura e Mídia” nesta terça (17).

 


 

Foto: Grupo de Pesquisas do Imaginário e Cotidiano

Primeiro dia do Seminário Internacional Imaginário e Memória é sucesso!

(11/03/2020) O evento de caráter cientifico iniciou ontem e encerra na quinta-feira (12), no auditório do bloco Cettal, campus de Tubarão da Unisul. Com a presença de palestrantes nacionais, o seminário tem como público-alvo pesquisadores, docentes e alunos de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado, e graduação. Essa é uma iniciativa da linha de pesquisa Linguagem e Cultura do PPGCL em parceria com cursos de graduação correlatos.

Os responsáveis pela coordenação das atividades propostas fazem parte de dois grupos de pesquisa, Mario Abel Bressan Junior (Memória, Afeto e Redes Convergentes), e Heloisa Juncklaus Preis Moraes (Imaginário e Cotidiano). Além das palestras o evento também reunira durante a tarde pesquisadores de todo o Brasil para apresentação oral de seus trabalhos, são cerca de 45 propostas aprovadas. Os assuntos discutidos pelos alunos participarão de uma mesa redonda com outros professores da área, nos dias 11 e 12/03. Mario Abel ressalta que os acadêmicos terão a oportunidade de assistir a apresentação de outros estudantes, o que fortalece ainda mais a busca pelo aprimoramento dessas pesquisas.

A palestra de abertura foi com o jornalista Juremir Machado Da Silva. Graduado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1984), graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1984), mestrado em Sociologia – Université Paris Descartes (1992) e doutorado em Sociologia – Université Paris V René Descartes (1995). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia da Cultura, sociologia da mídia e sociologia do imaginário, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura, imaginário, mídia, comunicação, história e tecnologia. Durante a apresentação Juremir provocou os presentes a discutirem as diferenças de “Memória” e “Imaginário” para cada pessoa. Além de expressar as mudanças causadas nessa teoria com a chegada das novas tecnologias.

A professora Heloisa Juncklaus explica que a escolha dos palestrantes foi por serem pessoas conhecidas no meio dos grupos de pesquisas, inclusive são autores de livros sobre as teorias de Imaginário e Memória. Além de Juremir o evento conta com a participação de outros especialistas na área de pesquisa: Christina Ferraz Musse, Cristiane Finger Costa, Francisco Antonio Pereira Fialho, Graziela Brunhari Kauling, Rogério de Almeida e Rosane Gonçalves Nitschke.
 


MAIS NOTÍCIAS DO PROGRAMA

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061