PORTAL UNISUL     BIBLIOTECA    ACERVO     BASE DE DADOS      DISSERTAÇÕES     TESES     PORTAL DE PERIÓDICOS     MINHA UNISUL     FALE CONOSCO

Página Inicial > Notícias > Notícias de 2004

 

Notícias

Página Principal

Notícias do Front

PPGCL na TV

Notícias de 2018

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Notícias de 2006

Notícias de 2005

Notícias de 2004

 

Notícias

2004


 Linguagem em (Dis)curso edita número especial sobre ACD
22/12/2004 - Está disponível, on line, o segundo número especial de Linguagem em (Dis)curso. Dedicado à "Análise Crítica do Discurso", esse número especial foi organizado pelas Profas. Dras.Carmen Rosa Caldas-Coulthard (Un. de Birminghan) e Débora de Carvalho Figueiredo (Unisul). Confira.


Turma 2004 comemora fim de ano
14/12/2004 - A turma 2004 comemorou o final de ano em grande estilo. Alunos e docentes do Curso se reuniram dia 9 de dezembro numa pizzaria de Tubarão. A descontração foi a tônica do encontro.


 Acervos de bibliotecas serão acessados via web
CorreioWeb - 14/12/2004 - Um acordo assinado na tarde desta terça-feira pelo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) permitirá o acesso via internet ao acervo de 15 bibliotecas de instituições públicas. Basta acessar o site do Senado (www.senado.gov.br/biblioteca) ou de cada uma das bibliotecas cadastradas.


 CNPq financia equipamentos para Linguagem em (Dis)curso
13/12/2004 - A Diretoria Executiva do CNPq, após análise do Processo 400169/04-5 e recomendação do Comitê designado pelo Presidente, aprovou o apoio suplementar no valor de R$ 8.662,00 ao periódico Linguagem em (Dis)curso. O valor será destinado a instalação de estação de trabalho para o periódico incluindo mobiliário, hardware e softwares.


 Biblioteca virtual do MEC já está na Internet
Brasília - Livros de Machado de Assis e José de Alencar, mapas e até mesmo sinfonias poderão ser acessados gratuitamente na Internet, a partir de agora, em uma biblioteca virtual criada pelo Ministério da Educação. O site www.dominiopublico.gov.br foi liberado ontem para uso público com obras de literatura brasileira, ciências, história e geografia, entre outras áreas, que poderão ser lidas diretamente no computador ou impressas.


 Programa lança "Crítica Cultural"
11/11/2004–Como forma de afirmar-se como referência na produção acadêmica nacional, o Programa lança seu segundo periódico científico. Crítica Cultural visa publicar artigos sobre "linguagem, cultura e mídias" e seu editor será o Prof. Fernando Vugman. Veja a chamada para o primeiro número aqui.


 Unisul apresenta trabalhos no 6o CELSUL
10/11/2004 - A Unisul, com forte participação do Mestrado, apresentou 42 trabalhos acadêmicos no 6o encontro do Círculo de Estudos Lingüísticos do CELSUL. Esse desempenho revela o empenho do Programa e da Universidade em consolidar a pesquisa.


 Colegiado faz sua primeira reunião por videoconferência
07/10/2004–Dia 7 de outubro passado, o Colegiado do Programa reuniu-se pela primeira vez por videoconferência. Segundo o Prof. Fábio Rauen, essa iniciativa visa aproveitar os recursos tecnológicos da Universidade e evitar viagens e custos desnecessários. Os membros de Tubarão participaram da reunião na Biblioteca e os membros de Florianópolis na Unidade da Ponte do Imaruí, em Palhoça.


 Reunião com o Curso de Letras traça metas de colaboração
06/10/2004–Dia 6 de outubro, reuniram-se as equipes de docentes do Curso de Letras e do Mestrado para aprofundar a colaboração entre os dois cursos. Entre as iniciativas, destacam-se o Programa de Iniciação Científica e a participação de Docentes do Mestrado nas Atividades Acadêmicas Curriculares Complementares do currículo da Graduação.


 Mestrado participa ativamente da III Semana das Licenciaturas
02/10/2004–O Mestrado em Ciências da Linguagem teve participação expressiva na III Semana Integrada das Licenciaturas. Em breve, o Programa editará os Anais da Semana, trazendo os resumos das comunicações, oficinas, minicursos e palestras do evento.


 Professora Maria Marta apresenta trabalhos em vários Congressos
02/10/2004–A Profa. Maria Marta Furlanetto está apresentando trabalhos em vários Congressos. No Seminário Internacional Foucault: perspectivas ( UFSC - 21 a 24/09) participou do simpósio temático “Foucault: interfaces com a função-autor” (Prof. Osmar de Souza coord) com o trabalho: Função-autor e interpretação: uma polêmica revisitada. No VII CBLA (10 a 14/10 PUCSP) apresenta a comunicação: Argumentação e subjetividade – os elementos de relação. No II CIEL (UEPG - 5 a 8/10) participa da mesa-redonda : Estudos lingüísticos e ensino de língua. No VI Celsul (UFSC - 3 a 5/11) apresenta a comunicação: Do discurso estenográfico: uma análise da “falsa inerência”.


 Projeto Capes é aprovado pelo Conselho Universitário da Unisul
01/10/2004–O Conselho Universitário da Unisul, reunido em 29 de setembro último, homologou as alterações curriculares e o regimento do Programa realizadas em função da implantação do Currículo Capes. A resolução do Conselho será encaminhada para o Conselho Estadual de Educação para ciência. Esse é um passo necessário para a consolidação legal do Programa.


 Mestrado em Ciências da Linguagem no Site Universia
28/09/2004 (do Site Universia.net) O Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul é citado no Site Universia.net. Segundo o site, o curso possibilita a especialização de profissionais de várias áreas, por ser abrangente no segmento da linguagem. É recomendado pela Capes o que lhe dá um maior diferencial.
saiba mais


 Oficina difunde resultados de dissertação do Mestrado.
23/09/2004(Amanda Menger) –Resultados da dissertação foram tema na quinta-feira, dia 23, da oficina "O discurso utilizado nos anúncios publicitários dirigidos ao público infantil". A oficina foi parte da 3ª Semana das Licenciaturas - Unisul.Evolução, em comemoração aos 40 anos da instituição.
Rosandra analisou 13 anúncios veiculados na Revista Recreio, publicação voltada para crianças. Além disso, foi aplicado um questionário com 100 pais de crianças de 1ª a 4ª série de uma escola particular. Segundo Rosandra, a revista tem uma linguagem acessível às crianças de 7 a 10 anos, e o conteúdo é voltado para prender a atenção com brincadeiras, dicas, curiosidades e reportagens sobre ciências e cultura. Um dos aspectos que mais chamou a atenção da pesquisadora, é que os anúncios são muitas vezes semelhantes ao conteúdo da revista. "As propagandas são em geral com crianças e elas propõem brincadeiras, como ligue os pontos, labirintos, e isso confundem as crianças, que não distinguem o que é anúncio do que é a revista", analisa.
Outro ponto que mereceu atenção e reflexão da pesquisadora é que as crianças são incentivadas a terem comportamentos de adultos. "As roupas, os objetos não são para crianças, são voltados à mini-adultos. Desta forma, o tempo da infância é cada vez menor", reforça. Para ela, entre as conseqüências está a precocidade, os pequenos deixam de brincar com bonecas e carrinhos para se dedicarem a namoros e paqueras.
A pesquisa aponta que os pais têm consciência do que a publicidade representa nos dias de hoje, e muitos se esforçam, conversam com os filhos sobre o que é necessário e supérfluo. "Em sala de aula os professores vem notando isso. São alunos de 10, 12 anos com celular, meninas maquiadas, de salto e cabe aos pais e a escola dialogarem com eles, apontar os caminhos", exemplifica Rosandra.
No entanto, ela alerta que os publicitários não podem ser considerados vilões. "A publicidade é um reflexo da sociedade. Então precisamos nos questionar sobre os valores que temos passados aos nossos filhos e alunos, e pensar a educação de uma forma a torná-los mais críticos, sem acreditar que o ter é melhor do que o ser" pondera.
Para Camila Gazola, acadêmica do 2º semestre de Biologia, o incentivo é muitas vezes dos pais. "No início acham bonitinho a criança agir como adulto. A turma da escola também influencia, quem é que gosta de ser diferente?", avalia. A estudante acredita que no futuro elas sentirão falta das brincadeiras e do tempo que não viveram.
Texto e fotos: Amanda Menger - 8º semestre/Agcom


 Professor do Mestrado traduz livro
09/09/2004–O Prof. Dr. Fernando Simão Vugman está traduzindo o livro "Tropical Multiculturalism", de Robert Stam, para aEDUSP (Editora da Universidade de São Paulo). O título será Multiculturalismo Tropical.


Dissertação do Mestrado concorre ao Prêmio Intercom
21/08/04 – A Profa. Darlete Cardoso concorre ao Prêmio Intercom 2004 com sua dissertação de mestrado "A objetividade jornalística é (im)possível?", defendida na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) com a orientação da Profa Dra. Maria Marta Furlanetto. 


Simpósio sobre Gêneros Textuais será na Unisul em 2006
21/08/04 – Em 2006, o Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul sediará o SIGET - Simpósio sobre Gêneros Textuais. O evento em 2004 ocorreu em União da Vitória - PR e envolveu 500 pesquisadores de todo o país. Em 2005, o SIGET ocorrerá em Santa Maria - RS.


 CNPq renova apoio à Revista Linguagem em (Dis)curso
20/08/2004 – O CNPq aprovou este mês o apoio financeiro para a Revista Linguagem em (Dis)curso. Para o Prof. Adair Bonini, editor, trata-se de um sinal inquestionável da qualidade da Revista. É o segundo ano que aquele órgão federal prestigia o periódico.


Projeto ALFA foi aprovado
21/07/2004 – Projeto da Unisul, coordenado pelo Mestrado em Ciências da Linguagem forma Programa de Cooperação Acadêmica entre a União Européia e América Latina.
A solicitação do Projeto ALFA, Programa de Cooperación Académica entre la Unión Europea y América Latina, com o título Máster interuniversitario en formación de profesorado de calidad para la docencia preuniversitaria (MIFORCAL), foi aprovada. O projeto terá duração de 3 anos e é formado pela rede UNISUL e Universidade Católica de Brasília no Brasil, Universidad Nacional de Río Cuarto, Centro de Investigaciones en Antropología Filosófica y Cultural (CIAFIC) e Universidad Nacional del Sur na Argentina, Universidad Católica “Ntra. Sra. De la Asunción” no Paraguai, Università Ca’ Foscari di Venezia na Itália, Universidad de Salamanca na Espanha, Universidade de Coimbra e Universidade de Lisboa em Portugal
O Projeto foi formulado pela Profa. Dulce Marcia Cruz, sob a responsabilidade da Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação, e contou com a assessoria da ASSIN e o apoio e incentivo do Prof. Wilson Schuelter. Segundo a Profa. Dulce Cruz, coordenadora do Projeto, “Dentre 50 projetos selecionados entre centenas de candidaturas de alto nível o nosso foi classificado com o segundo lugar na classificação final”. Vale lembrar que os primeiros contatos nasceram da iniciativa da Profa. Vânia Bem, na época aluna do Mestrado, durante um congresso na Argentina.


Aula inaugural do Mestrado em Ciências da Linguagem
08/07/04 (adaptado do site Unisul) - A turma 2004 do Campus de Tubarão teve uma aula inaugural com o tema “Linguagem para além da estratégica” ministrada pelo Prof. Dr. Osmar de Souza da Furb/Univille. Além disso, várias atividades complementaram o início das atividades letivas.
saiba mais
No dia 7 de julho do corrente iniciaram-se as atividades da nova turma de Tubarão do curso de Mestrado em Ciências da Linguagem. A turma insere-se no novo currículo aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A principal diferença é a ênfase na dissertação, desde os primeiros contatos com o Curso.
Como parte das atividades, houve uma aula inaugural na qual o professor Osmar de Souza (Furb/Univali) expôs e debateu o tema “Linguagem para além da estratégica”. “Nós nos inserimos no universo da língua escrita como uma forma de imitação. Poucas vezes fui convidado como aluno a pensar naquilo que eu escrevia”, disse o professor. Com isso, ele quis mostrar a padronização do ensino regular. Segundo o professor, as crianças agem de acordo com o que os professores exigem, sem ter o incentivo ao pensamento próprio, mas a absorver o que já existe na sociedade.
A idéia do curso é ser atrativo em diversas áreas do conhecimento. A professora de Psicologia da Unisul Marília Salvalaggio elegeu o mestrado em Ciências da Linguagem para cursar. “Fiz disciplinas no ano passado e gostei e por isso escolhi este mestrado para fazer”, conta.
A turma também participou de um tour pela Unisul, para conhecer o Campus de Tubarão e tudo o que a universidade oferece: seus laboratórios, cursos e professores. Após o passeio conheceram a Biblioteca em uma visita orientada, onde estudantes puderam ter uma noção dos livros, periódicos e outras fontes de pesquisa que servirão como base ao mestrado em Ciências da Linguagem. Para fechar o primeiro dia de aula, aconteceu um jantar de confraternização.
Já no dia 8 de julho foi realizado um treinamento sobre modelos de digitação, Currículo Lattes e e-mail no laboratório de informática, para que os integrantes da turma do mestrado passassem a se familiarizar com as normas técnicas utilizadas no trabalho. No período vespertino, das 14h às 17h30min, Filosofia da Linguagem e, para finalizar as atividades do dia, à noite a partir das 19h, Formação das Ciências da Linguagem. Dia 9,das 8h às 12h, Semântica Geral e, das 13h30min às 17h30min, novamente aula sobre Filosofia da Linguagem.

 

Veja fotos do início das aulas.


 Professores do Mestrado vão à XIX Enanpoll
07/07/04 - Os professores Fábio José Rauen, Solange Leda Gallo e Maria Marta Furlanetto representaram o mestrado na XIX Enanpoll, que se realizou entre os dias 28 de junho e 2 de julho de 2004, em Maceió-AL. A Anpoll é o organismo que congrega todos os cursos de pós-graduação em Letras e Lingüística do Brasil
Este ano o Encontro Nacional da Anpoll ocorreu em Maceió, Alagoas, entre os dias 28 de junho e 2 de julho. A Anpoll é organizada por Grupos de Trabalhos - GTS, que têm a função de agrupar os pesquisadores do país em linhas temáticas. Neste ano, além dos dirigentes, os pesquisadores de cada GT tiveram a oportunidade de apresentarem seus trabalhos para serem debatidos pela comunidade acadêmica. "O Encontro é uma oportunidade ímpar de dirigentes e pesquisadores de programas de Letras e Lingüística trocarem experiências", disse o Prof. Fábio José Rauen.
Nosso mestrado se fez representar por seu Coordenador, Prof. Fábio José Rauen, pela Profa. Solange Leda Gallo que, além de Coordenadora do Campus de Florianópolis, participa do GT de Análise do Discurso, e pela Profa. Maria Marta Furlanetto, que participou do GT de Lingüística Aplicada.
Este ano houve também a eleição da nova diretoria da Anpoll. A próxima diretoria é encabeçada pela Profa Dra Beth Brait (PUCSP/USP) e Prof. Sírio Possenti (UNICAMP).


 Campus de Florianópolis tem suas primeiras defesas
02/06/04 - O Campus de Florianópolis apresenta suas duas primeiras defesas. Segunda-feira, dia 7, é avez de Heloísa Helena, orientanda de Dulce Cruz. O título da dissertação é Água subterrânea e cibercultura: estudo de caso de uma comunidade virtual em hidrogeologia. Na quarta, dia 9, é a vez de Beatriz Aymay, orientanda de Luis Felipe Guimarães Soares. O título é A (re) significação do trabalho e a educação: o(s) sentido(s) do trabalho no discurso pedagógico e suas implicações formação do técnico em agropecuária de segundo grau.


 Saiu lista de aprovados para as turmas 2004
02/06/04 - O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem selecionou 40 candidatos para comporem as turmas 2004, além de um reingresso. A novidade esse ano é que os estudantes já começam o Curso com seus orientadores definidos.


 Processo Seletivo transcorre com tranqüilidade
27/05/04 - Ocorreu no Campus de Florianópolis, entre 24 e 27 de maio, o processo seletivo de ingresso para as turmas 2004. A seleção constou de exame escrito, exame de proficiência e entrevista. 67 candidatos concorreram a 36 vagas.


Inscrições superam expectativa
17/05/04 - Até a presente data estão contabilizadas mais de 50 inscrições ao Processo Seletivo de Ingresso ao Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul. O exame para o Processo Seletivo ocorre dia 24 de maio, no Campus da Pedra Branca da Unisul.


Mestrado em Ciências da Linguagem participa do Seminário dos Grupos de Pesquisa da Acafe
02/05/04 - A professora Maria Marta Furlanetto participou nos dias 29 e 30 de abril, em Jaraguá do Sul, do Seminário dos Grupos de Pesquisa ACAFE. No evento, que aconteceu no Centro Universitário de Jaraguá do Sul (UNERJ), a professora apresentou trabalho desenvolvido pelo Grupo de Análise do Discurso: Ensino e Pesquisa.


Professores e alunos do Mestrado em Congresso na PUC-SP
26/04/04 - Um grupo de 18 professores e alunos da UNISUL, em parceria com docentes e alunos de Letras da UNESC, participou do14º InPLA – Intercâmbio de Pesquisas em Lingüística Aplicada, realizado pelo Programa de Pós-graduação em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem da PUC-SP (Lael), em São Paulo, no campus Monte Alegre, de 22 a 24 de abril. O evento, que reuniu pesquisadores brasileiros e estrangeiros, teve como tema Linguagem, inserção e cidadania.


Mestrado consolida parceria com o Labjor da UNICAMP
18/04/04 Os pesquisadores do Núcleo de Pesquisa em Difusão do Conhecimento, do Mestrado em Ciências da Linguagem, estiveram, pela segunda vez, na UNICAMP em visita ao Laboratório de Jornalismo Científico- Labjor. Neste intercâmbio, os pesquisadores da UNISUL estiveram reunidos com equipe editorial da revista eletrônica ComCiência de divulgação de científica do Labjor e esperam garantir o knowhow necessário para a produção de uma revista eletrônica para a divulgação da produção científica do sistema ACAFE.
O Labjor vem desenvolvendo um trabalho na área de divulgação científica oferecendo, desde 1999, um curso de jornalismo científico em nível de pós-graduação latu senso. Produz também a revista eletrônica ComCiência de divulgação de científica (http://www.comciencia.br ).
A parceria entre o Núcleo de Pesquisa em Difusão do Conhecimento-UNISUL e o Labjor- UNICAMP tem como objetivo implantar e consolidar, aqui em Santa Catarina, nas instalações da UNISUL, um Laboratório de Jornalismo Científico, que ofereça uma versão desse mesmo curso de especialização em Jornalismo Científico e tenha como outra de suas atividades a produção de uma revista eletrônica nos moldes da ComCiência, para a divulgação da produção das instituições catarinenses produtoras de ciência, notadamente aquelas do sistema ACAFE.
Para isso o Núcleo de Pesquisa em Difusão do Conhecimento, além da parceria com a UNICAMP, conta ainda com o auxilio da Fundação de Ciência e Tecnologia do Estado de Santa Catarina-FUNCITEC que aprovou o projeto do Núcleo de Pesquisa submetido ao seu edital universal 002/2003.


Revista Linguagem em (Dis)curso lança edição especial com tema "Subjetividade"
12/04/04 Já está circulando na Rede e também na forma impressa tradicional, o número especial da revista Linguagem em (Dis)curso - LemD, do Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem, cujo tema é "Subjetividade". Este número, organizado pelo Prof. Dr. Ingo Voese, dá inicio a um projeto dos seus editores que é o de abrir espaço para que, uma vez por ano, haja discussões específicas em torno dos temas que entram no escopo de abrangência de periódico. 
Nesta edição, a questão da “subjetividade”, ou o sentido da expressão “ser sujeito” ganha destaque através dos 08 artigos de pesquisadores da UNISUL e de outras universidades brasileiras. Sendo este um dos temas fundamentais para a discussão do desenvolvimento do gênero humano, este número especial sobre “subjetividade”, segundo Voese, é importante para que a academia mantenha sempre aberto o debate como forma de evitar dogmatizações que, por vezes, obscurecem e reduzem o trabalho intelectual.
De tal modo, a discussão da noção de “subjetividade” é discutida neste número da revista Linguagem em (Dis)curso, a partir de posições teóricas bastante diversificadas (materialismo estruturalista francês, Pragmática, materialismo dialético bakhtiniano, Análise do Discurso francesa) buscando compor um amplo e profundo panorama do tema.


Equipe de Mestrado comemora a inclusão na Capes
Veja fotos do evento.

25/03/04 (do site Unisul) - Para comemorar oficialmente a inclusão do Mestrado em Ciências da Linguagem no rol dos cursos recomendados pela Capes, reuniram-se dia 24, representantes da Reitoria, coordenadores de Letras e de Comunicação Social, a coordenação e professores do Mestrado. Na oportunidade homenagearam-se as professoras Dra. Albertina Felisbino, Maria Felomena Souza Espíndola, Amaline Boulus Issa Mussi, Mara Stringer da Fonseca e Maria Marta Furlanetto, autoras do projeto inicial do Programa em 1998.
Para comemorar oficialmente a inclusão do Mestrado em Ciências da Linguagem no rol dos cursos recomendados pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento e Pessoal de Nível Superior), o presidente do colegiado do curso, professor Dr. Fábio José Rauen, reuniu dia 24, no restaurante Dom Camilo, em Tubarão, representantes da Reitoria, coordenadores de Letras e de Comunicação Social, a coordenação e professores do Mestrado.
Além da presença do Reitoria, foram convidadas como professoras homenageadas a Dra. Albertina Felisbino, Msc. Maria Felomena Souza Espíndola, Msc. Amaline Boulus Issa Mussi, Msc. Mara Stringer da Fonseca e Dra. Maria Marta Furlanetto, por coordenarem, juntas, o projeto inicial do Programa deste Mestrado, em 1998.
A criação do curso de Mestrado em Ciências da Linguagem era uma aspiração antiga do curso de Letras da Unisul. Acumulando a experiência de quase trinta anos de história e já tendo lançado dois cursos de especialização, o curso de Letras desenvolveu, em 1998, seu Projeto de stricto sensu. A CAPES recentemente credenciou o curso de Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul, aprovado anteriormente pelo CEE-SC, em sua primeira avaliação, 2003/1.
O curso de Mestrado em Ciências da Linguagem faz parte agora do Sistema Nacional de Pós-graduação que inclui os programas de pós-graduação recomendados pela Capes. Com isso, o curso pode deslanchar uma série de iniciativas com apoio do Governo Federal e, inclusive obter bolsas.
"O credenciamento é resultado do árduo trabalho que vinha sendo desenvolvido por toda a equipe de docentes e funcionários da Unisul desde 1999", afirma o coordenador do Mestrado, professor Fábio José Rauen.
O ano de 2003 foi o último ano em que a Capes abriu duas oportunidades de avaliação. "Não perdemos a chance de protocolar nosso projeto em abril, na primeira oportunidade", destacou o professor Rauen.
O Currículo aprovado contém uma área de concentração: "Linguagens, mídias e processos discursivos" e se destina prioritariamente a estudantes das áreas de Letras e Comunicação Social. Ainda esse semestre haverá Processo seletivo para a turma 2004.
Para conhecer o curso, digite www.unisul.br/linguagem. Para conferir o Mestrado na Capes, vá ao site www.capes.gov.br, escolha em avaliação, mestrados e doutorados reconhecidos, região sul, Unisul.


Mestrado participa da "Jornada de Prática de Ensino" do curso de Pedagogia.
23/03/04 - Em 22 de julho haverá a mesa redonda “Práticas discursivas e processo de ensino-aprendizagem”, com os professores Dr. Adair Bonini, Dra. Maria Marta Furlanetto e Dra Débora de Carvalho Figueiredo como componentes e Dr Fábio José Rauen como mediador, às 19h30min, no auditório do EIA.


Reunião do Colegiado dará novos rumos para o mestrado.
18/03/04 - Dia 24 ocorrerá a primeira reunião do Colegiado de 2004. Na pauta o processo seletivo 2004 e o planejamento estratégico do programa.


Revista Linguagem em (Dis)curso publica seu primeiro número especial
01/03/04 - A Revista Linguagem em (Dis)curso publica seu primeiro número especial. O fascículo fala sobre subjetividade e traz 8 artigos sobre o tema. Entre autores de renome, Sírio Possenti, João Wanderley Geraldi prestigiam o número organizado pelo Prof. Ingo Voese.
O número especial de Linguagem em (Dis)curso versa sobre Subjetividade, um dos temas mais importantes do debate lingüístico atual, foi organizado pelo Prof. Dr. Ingo Voese do Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul. O trabalho reúne 8 ensaios sobre o tema, desde os afiliados à teoria francesa do discurso, até revisões críticas sobre o tema com base em outras abordagens.
Vejam a lista dos ensaios: Palavras escritas, indícios de palavras ditas de João Wanderley Geraldi (Unicamp); Dez observações sobre a questão do sujeito de Sírio Possenti (Unicamp); Resistir, a que será que se resiste? O sujeito feito fora de si. de Pedro de Souza (UFSC); Subjetividade e imaginário lingüístico de Bethania Mariani (UFF); O sujeito do discurso: um diálogo possível e necessário de Belmira Magalhães (UFAL); Sujeito epistêmico e materialidade do discurso: o efeito de singularidade de Maria Marta Furlanetto (Unisul); Apontamentos sobre a emergência corporificada do sujeito e da alteridade de Fábio Rauen (Unisul); e, Ah... se todos fossem iguais (ou não) a uma onda do mar... de Ingo Voese (Unisul).
Para acessar a revista, digite www.unisul.br/linguagem e clique sobre Linguagem em (Dis)curso.


Curso de Mestrado é recomendado pela CAPES
O Conselho Técnico Consultivo da CAPES, em reunião realizada nos dia 9 e 10 de fevereiro passado recomendou o Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul. O Curso, que já havia sido avaliado pelo CEE-SC, como reza a LDB, obteve credenciamento na Avaliação 2003-1 em sua primeira avaliação.
O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem faz parte agora do Sistema Nacional de Pós-graduação que inclui os Programas de Pós-graduação recomendados pela Capes. Com isso, o Curso pode deslanchar uma série de iniciativas com apoio do Governo Federal e, brevemente, obter bolsas.
Para o Prof. Fábio José Rauen, "a recomendação coroou com méritos o árduo trabalho que vinha sendo desenvolvido por toda a equipe de docentes e funcionários da Unisul desde 1999". O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem foi criado pela Resolução 28/98 da Câmara de Gestão da Universidade. Iniciou as atividades em julho de 1999. Em julho de 2002 obteve Reconhecimento pelo Conselho Estadual de Educação. Em fevereiro 2003, recebeu visita da Comissão de Avaliação Prévia da Capes, naquela oportunidade passo indispensável para protocolar o Processo de Recomendação naquele órgão. "2003 foi o último ano em que a Capes abriu duas oportunidades de avaliação", disse Rauen. "Não perdemos a oportunidade de protocolar nosso projeto em abril, na primeira oportunidade", completou. O processo de avaliação encerrou-se em fevereiro de 2004, e o Curso obteve a nota 3. Para a Capes, um curso de mestrado é recomendado se obtiver notas entre 3 e 5. Abaixo disso, não pode pertencer ao Sistema Nacional de Pós-graduação.
O Currículo aprovado contém uma área de concentração: "Linguagens, mídias e processos discursivos" e se destina prioritariamente a estudantes das áreas de letras e comunicação social. Ainda esse semestre haverá Processo Seletivo para a Turma 2004.


Reunião organiza o Planejamento Estratégico do Curso
Dia 3 de março acontecerá o Planejamento Estratégico do Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem. O Planejamento indicará os rumos do Curso para o quadriênio 2004-2007, em função da nova fase sob credenciamneto da CAPES.


Revista Linguagem em (Dis)curso é financiada pelo CNPq
A Revista Linguagem em (Dis)curso foi selecionada pelo CNPq para financiamento em 2003. No Brasil, apenas três periódicos de Letras conseguiram financiamento daquele órgão. Trata-se de um sucesso fantástico, porque o CNPq é extremamente rigoroso em sua avaliação, disse o Prof. Adair Bonini, editor.
O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem publica, desde o ano 2000, a revista Linguagem em (Dis)curso-LemD. Além das versões impressas a revista conta com publicação on line. Atualmente, a revista apresenta 6 fascículos editados. Todos os fascículos estão disponíveis na Rede de Computadores. A revista fará parte, também do CD-Rom Tela da Universidade Católica de Pelotas. Este semestre estarão sendo lançados, além dos 2 números ordinários, também um número especial, cujo título será "Subjetividade". Este número está sendo
organizado pelo professor Ingo Voese, do Mestrado em Ciências da Linguagem . O número ordinário deste semestre (v. 4, n. 1) deverá estar impresso até meados de novembro e o especial, até o fim de dezembro.
É preciso destacar, que na Unisul, a LemD é a única revista indexada. Em termos gerais, quanto às publicações da área de letras, também não são muitas as revistas indexadas. No ano passado, um levantamento apontou 128 revistas na área de letras e lingüística, destas, não chega a quinze o número das que são indexadas no pais.
A revista foi indexada em 2002, na Base de dados Linguistics & Language Behavior Abstracts da Cambridge Scientific Abstracts e na MLA - Modern Language Association of América, sendo esta última considerada, internacionalmente, a base de dados mais importante no campo dos estudos de linguagem. A indexação serve tanto para que as pessoas possam ter acesso aos textos publicados (mediante levantamento nestas bases de dados) quanto para conferir credibilidade à revista, já que passa a circular de maneira mais ampla e, sobretudo, porque as bases fazem um controle de qualidade. É também uma exigência das agências financiadoras de pesquisa (CNPq, Capes, entre outras) que desestimulam a existência de revistas sem indexação, as quais estão na categoria de revistas regionais. Além disso, os artigos publicados em revistas não idexadas pontuam menos em qualquer forma de controle de produção acadêmica.
O alto grau de qualidade da revista foi novamente atestado quando esta venceu o edital do CNPq para um programa de auxilio a publicações científicas, sendo considerada pela comissão avaliadora uma “revista nova e de excelente apresentação, com acabamento cuidado”. Fazer parte do rol das revistas financiadas pelo CNPq representa um selo de qualidade, dado o processo bastante criterioso e o nível de exigências a que são submetidas. De fato, foram beneficiados pelo CNPq somente 113 periódicos em todo país. Em Santa Catarina, somente duas revistas foram contempladas: a Linguagem em (Dis)curso, da Unisul, e a Revista de Estudos Feministas, da UFSC.
De tal modo, a revista Linguagem em (Dis)curso-LemD com sua comissão editorial formada pelos professores Adair Bonini, Fábio José Rauen e Fernando Simão Vulgmann, juntamente como conselho editorial que conta, no momento, com 47 integrantes (professores e pesquisadores de diversas universidades brasileiras e estrangeiras) pode mostrar-se hoje, no cenário acadêmico brasileiro, como um periódico de referência na área da Linguagem.


MCL e Biblioteca publicam na íntegra a primeira dissertação
O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem em parceria com a Biblioteca Universitária, publica a primeira dissertação de Mestrado. Trata-se do trabalho intitulado "O uso do hipertexto e da hipermídia no desenvolvimento das inteligencias multiplas para uma aprendizagem mais eficaz e prazerosa" do Prof. Enzo de Oliveira Moreira


Primeiras defesas de dissertação do Mestrado em Ciências da Linguagem
Realizaram-se, no ano de 2003, 19 defesas de dissertação do Programa. Em breve, teremos novidades 
A aluna Conceição Aparecida Kindermann defendeu a dissertação “A reportagem jornalística: desvendando as variantes do gênero” para a banca constituída pelos professores doutores Fábio José Rauen, coordenador do Mestrado em Ciências da Linguagem, Bernardete Biasi Rodrigues, da Universidade Federal do Ceará-UFC e Adair Bonini professor orientador da dissertação. A aluna Lisette Fernandes Figueiredo, também sob a orientação do Prof. Dr. Adair Bonini, defendeu a dissertação com o título “A nota jornalística no Jornal do Brasil: um estudo do gênero textual e de sua função no jornal”. Participaram desta banca a Profa. Dra. Débora Carvalho Figueiredo, do Mestrado em Ciências da Linguagem e a Profa. Dra. Bernardete Biasi Rodrigues da Universidade da UFC, juntamente com o orientador da dissertação o Prof. Dr. Adair Bonini. Além das defesas, a professora Bernardete Biasi Rodrigues lançou o livro "Referenciação", do qual é co-organizadora juntamente com Mônica M. Cavalcante e Alena Ciulla. O livro é uma coletânea de artigos de vários estudiosos da interação (traduzidos para o português) sobre o tema referenciação, um dos tópicos mais importantes da lingüística textual na atualidade.


Alunas e Professores do Mestrado em Ciências da linguagem no CELLIP.
As alunas Marilena Loss Bier, Maria Sirlene Pereira Schlickmann, Nalgis de Fátima Wagner, Nilcéia Bueno de Oliveira, Lisette F. Figueiredo, Célia Maria da Silva, e Conceição A. Kindermann, juntamente com os professores Débora Carvalho Figueiredo, Mariléia Reis, Fabio José Rauen e Adair Bonini participaram, de 23 a 25 de Outubro, em Londrina (PR), do XVI Seminário O CELLIP, Centro de Estudos Lingüísticos e Literários do Paraná (www.cellip.org.br ).
O CELLIP destina-se a congregar profissionais e estudiosos em Letras e Lingüística atuantes no Paraná, com o objetivo de desenvolver seus estudos teóricos e aplicados, e favorecer o intercâmbio entre a produção paranaense e os desenvolvimentos em nossas áreas em âmbito nacional e internacional. Durante o evento foram desenvolvidas quatro tipos de atividades: mesas-redondas, comunicações individuais, comunicações coordenadas e reuniões de grupos de trabalho. Os Representantes do Mestrado em Ciências da Linguagem apresentaram comunicações individuais e participaram de comunicações coordenadas.


Mestrado em Ciências da Linguagem no GELCO, em Goiânia
A professora Maria Marta Furlanetto e a aluna Vânia Terezinha Silva da Luz, ambas do Mestrado em Ciências da Linguagem, estão participando, nos dias 08 a 10 outubro, em Goiânia, do II Encontro do Grupo de Estudos de Linguagem do Centro-Oeste (GELCO). A professora Maria Marta apresenta a comunicação “O Sujeito Epistêmico e a Materialidade do Discurso: Como Tornar-Se Singular” e a aluna Vânia a comunicação “A Dialogicidade e o Trabalho com a Produção Textual Escrita em Sala de Aula”


Já está na Rede Computadores e também circulando na forma impressa tradicional, a sétima edição da Linguagem em (Dis)curso
O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem publica, desde o ano 2000, a revista Linguagem em (Dis)curso. Além da versão impressa a revista conta com publicação on line . Atualmente, a revista apresenta 7 fascículos editados. Todos os fascículos estão disponíveis na Rede de Computadores. A revista fará parte, também do CD-Rom Tela da Universidade Católica de Pelotas.


Professores do Mestrado em Ciências da Linguagem participam de Congresso em Caxias Do Sul
Os professores do Mestrado em Ciências da Linguagem Adair Bonini e Débora Figueiredo vão participar, nos dias 8 a 11 de setembro, do II Encontro Nacional de Ensino de Línguas - XVII Semana de Letras, da Universidade de Caxias do Sul - UCS.


Aluna do Mestrado em Ciências da Linguagem em congresso na Argentina
A aluna do Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem, Vânia Ben, participou, nos dias 15 e 16 de agosto, na Universidad de Morón, em Buenos-Aires, do V Congreso RedCom 2003 “La Comunicación, los Médios y las Nuevas Tecnologias” (www.redcom.org), e do “Coloquio de Análisis del Discurso Didáctico, apresentando o trabalho “Interação na EAD é necessária?”, sob a orientação do prof. Wilson Schuelter e da profª. Dulce Márcia Cruz.


Professor do Mestrado em Ciências da Linguagem trabalha na tradução de obra de Emile Durkheim
O professor Aldo Litaiff, do Mestrado em Ciências da Linguagem e antropólogo do Museu da UFSC, PhD. em Antropologia Social pela Universidade de Montreal Canadá, vem trabalhando há dois anos na tradução da obra “Pragmatisme et Sociologie” (Paris, 1981), que é o título do último curso ministrado por Émile Durkheim, na Sorbone, entre 9 de dezembro de 1913 e 12 de maio de 1914

Aldo Litaiff é Ph.D em Antropologia pela universidade de Montreal, Québec. Sua tese de doutorado teve como linha mestra Claude Lévi-Strauss, um dos sucessores do autor de Pragmatismo e Sociologia, Émile Durkheim, que foi o fundador da escola francesa de sociologia. Aldo Litaiff atualmente é professor no curso de mestrado em Ciências da Linguagem da Unisul. O livro intitula-se Pragmatismo e Sociologia por ser este o tema do último curso ministrado por Durkheim, por volta de 1914. Na época da guerra as anotações originais desapareceram. Para a conclusão desta obra resgatou-se manuscritos de alguns de seus alunos sobreviventes. Em 1955 aconteceu a primeira publicação desse livro e em 1981 a segunda. Para esta tradução em língua portuguesa, essas duas edições foram usadas como base. O lançamento da obra aconteceu no dia 25, às 14h30min, no Museu de Antropologia da UFSC no campus da Trindade em Florianópolis.
Fonte (http://www.ufsc.br/agecom/principal.php?id=2696). No livro Pragmatismo e Sociologia o eminente sociólogo Émile Durkheim, reconhecido como fundador da escola francesa de Sociologia, faz uma revisão teórica e critica o excessivo individualismo do Pragmatismo clássico, apontando como caminho a valorização do indivíduo no coletivo.
A obra, resultado de um curso ministrado por ele na Sorbonne, de dezembro de 1913 a maio de 1914, acaba de ser traduzida pelo antropólogo Aldo Litaiff, PhD em Antropologia pela Universidade de Montreal, Canadá, saindo com os selos de duas editoras universitárias: a Editora da UFSC (EdUFSC) e a Editora Unisul. Pouco conhecida na academia, a obra só teve duas edições no mundo, o que só foi possível graças às anotações feitas pelos alunos de Durkheim.
Litaiff baseou-se nestes trabalhos para o desafio da tradução em português.
O livro tem lançamento no dia 25, a partir das 14h30min, no Museu Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis. Em março será lançado em Paris, durante a comemoração do ano da relação Brasil-França.
Composto de vinte lições, o curso é considerado uma espécie de coroamento do pensamento de Émile Durkheim, representando, segundo Litaiff, a renovação do racionalismo francês a partir das críticas lançadas pelo pragmatismo norte-americano. Num exercício de auto-crítica, Durkheim revê suas posições anteriores, “considerando que o papel do indivíduo é o de um verdadeiro criador e que o principal fator de renovação do social é a consciência”. Ele acredita que a ortodoxia que marca o antigo racionalismo deve ser substituído por um racionalismo que considera a verdade a partir de um quadro histórico e, necessariamente, social.
A lição da verdade
Fundamental para quem quer conhecer a filosofia de Durkheim em sua última forma, o livro desperta “interesse geral”, “interesse nacional” e “interesse filosófico”. Além disso, o conteúdo mostra-se atual diante dos debates filosóficos, políticos e sociológicos que vêm sendo travados no Brasil, sobretudo na universidade. O curso, que aponta para a revisão do pragmatismo, ocorreu logo após o lançamento do clássico As formas elementares da vida religiosa e um pouco antes de sua morte, em 1917.
Naquele livro, o autor desenvolveu uma teoria sociológica da verdade e do conhecimento, baseada na noção de “representação coletiva”. De acordo com Robert R. Crépeau, da Universidade de Montreal, que divide o texto de apresentação com o tradutor, o interesse de Durkheim pelo pragmatismo está claramente ligado a sua vontade de formular uma teoria das representações compatível com o racionalismo francês. O sociólogo lembra, por exemplo, que o pragmatismo é provavelmente a única teoria da verdade atualmente existente, acrescentando que há nesta filosofia um sentido da vida e da ação que é comum com a Sociologia. “As duas tendências são filhas de uma mesma época”.
No curso, Durkheim se aproxima da concepção pública da verdade através do uso da noção de representação coletiva. Sustenta ele que “a idéia é verdadeira quando esta representação mental corresponde bem ao objeto representado”. Defende que uma perspectiva individualista não pode dar conta dos conceitos como representações estabelecidas coletivamente. “Em definitivo, é o pensamento que cria o real, e o papel eminente das representações coletivas é o de realizar esta realidade superior que é a própria sociedade”.
Preocupação social
Conforme assinalam Litaiff e Crépeau, “Durkheim defendia explicitamente uma abordagem naturalista da sociedade humana”. Por aproximação naturalista entende-se que o sociólogo não queria deixar fora da pesquisa ou da descrição científica nenhum aspecto da sociedade. “O interesse das lições de Durkheim por uma reflexão sobre a antropologia e a sociedade contemporâneas é colocado em termos muito concretos, visto que a noção de representação é sempre tão central”, sublinha Litaiff.
O pensamento de Durkheim continua despertando grande interesse em todo mundo. O livro em questão complementa a teoria do conhecimento apresentada em As formas elementares da vida religiosa. Na tradução avança e critica o pragmatismo tradicional, recusando-se a admitir que a verdade possa se definir somente por sua eficácia prática e sem correspondência com o real. “A verdade não se realiza senão através dos indivíduos”, sentencia.
O professor A. Cuvillier, que assina o prefácio, sublinha que “essas lições sobre pragmatismo não só nos ajudam a melhor compreender Durkheim; elas apresentam um notável interesse atual, no sentido de que constituem uma crítica antecipada de certas posições filosóficas contemporâneas, que, sem se confundirem com o pragmatismo, têm, entretanto, com este, uma incontestável afinidade quanto à sua inspiração”.
Durkheim frisa que “é necessário renunciar ao farisaísmo científico e moral, pois é, doravante, impossível pretender pesar, em qualquer balança que seja, o valor das provas. Esta é a maneira pela qual a verdade faz crescer nossa vitalidade, a única capaz de nos fazer reconhecê-la”. E adverte ainda que “se o pensamento lógico for um tipo inferior do pensamento, será necessário encontrar uma outra forma capaz de preencher essa função”.
Segue breve entrevista com o tradutor Aldo Litaiff.
1) O que levou Aldo Litaiff a se lançar ao desafio de traduzir Émile Durkheim?
R – Pelas importantes questões abordadas no curso (verdade, conhecimento etc.) e pela nova postura tomada pelo autor com relação a posições anteriores (como o papel do indivíduo, etc.). É realmente surpreendente a proposta de Durkheim de renovar o racionalismo francês a partir das críticas lançadas pelo pragmatismo americano!
2) Qual a importância para a Universidade e a sociedade do livro Pragmatismo e sociologia?
R – É uma proposta bastante inovadora da questão da verdade e da relação entre indivíduo e sociedade.
3) Em poucas palavras, quais as lições essenciais do curso ministrado por Durkheim?
R –Durkheim recoloca o papel indivíduo em outras bases, ou seja, de simples resíduo do coletivo (conforme a posição que marca sua obra até então) a verdadeiro criador e renovador das categorias do pensamento. O autor acredita que a ortodoxia que marca o antigo racionalismo deve ser substituído por um racionalismo que considera a verdade a partir de um quadro histórico e, necessariamente, social.
4) O pragmatismo "revisado" por Durkheim é uma crítica ao individualismo? Pode, por exemplo, mudar o comportamento da academia?
R – Ao mesmo tempo que faz sérias e pertinentes críticas ao individualismo, que marca o pragmatismo clássico (e não caracteriza o pragmatismo atual), como já disse, ele mostra a importância do indivíduo no coletivo. É curioso que muitos sociólogos, mesmo na França, não conhecem este curso! Qual o motivo do ostracismo se o eminente sociólogo M. Mauss o considera "o coroamento da filosofia de Durkheim"!?
5) Durkheim influenciou o seu trabalho, a sua visão de mundo?
R – Certamente. Foi um importante ponto de referência para a minha tese.


Mais uma doutora no Mestrado em Ciências da Linguagem
A professora Mariléia Reis do Mestrado em Ciências da Linguagem, defendeu no dia 4 de setembro, na Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC, a sua tese de doutorado que tem como título “Atos de fala não-declarativos de comando na expressão do imperativo: a dimensão estilística da variação sob um olhar funcionalista”


 Mestrado em Ciências da Linguagem no I Seminário de Estudos em Análise do Discurso
A UNISUL esteve representada, através do Mestrado em Ciências da Linguagem-MCL, no I Seminário de Estudos em Análise do Discurso, que aconteceu na Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, de 10 a 13 de novembro, em Porto Alegre.
O evento reuniu pesquisadores de ponta na área da Análise do Discurso, do Brasil e da França. O Seminário teve como tema os textos fundadores do filósofo francês Michel Pêcheux, percussor da teoria Análise do Discurso, a qual, a partir da década de 60, começa a estabelecer um novo território de conhecimento sobre a linguagem, a história e o sujeito.
Enquanto disciplina, nas instituições acadêmicas, a Análise do Discurso trabalha com a linguagem, seja no seu lugar mais canônico, como nos cursos de Letras, seja em cursos de pós-graduação voltado às novas tecnologias da linguagem, como é o caso do Mestrado em Ciências da Linguagem da UNISUL, que congrega estudiosos das áreas de Jornalismo, Publicidade, Educação a Distância, entre outras.
Este I Seminário de Estudos em Análise do Discurso, que contou com a participação de aproximadamente 200 pesquisadores da área, dentre eles os estudiosos franceses Jean-Jacques Courtine- Université de Paris III, Michel Plon- Diretor de Pesquisas do CNRS (órgão francês de fomento à pesquisa semelhante ao nosso CNPq) e Françoise Gadet- Paris X, os quais participaram, junto com Michel Pêcheux, do projeto inicial da Análise do Discurso, foi considerado um sucesso pelos organizadores.
A coordenadora do Mestrado em Ciências da Linguagem, em Florianópolis, Dra. Solange Leda Gallo, pesquisadora dessa área com vários trabalhos publicados, além da profa. Dra. Marci Fileti e mais sete alunas da UNISUL que participaram do Seminário, apresentaram as pesquisas que vem desenvolvendo, para uma platéia de pesquisadores vindos de várias universidades do país, dentre elas a UNICAMP, USP, UNESP, UFMG, UFRGS. A UNISUL, com essa iniciativa, passa a fazer parte, diante da comunidade científica, das instituições que desenvolvem pesquisa avançada em Análise do Discurso.


MCL no I Simpósio Internacional de Lingüística Contrastiva e Gêneros Textuais
A UNISUL esteve representada pelo Prof. Adair Bonini no I Simpósio Internacional de Lingüística Contrastiva e Gêneros Textuais, que aconteceu de 8 a 9 de novembro, no campus da Universidade Estadual de Londrina-UEL. O professor Adair Bonini fez a conferência de encerramento do evento, com o título "Gênero textual/discursivo: o conceito e o fenômeno" e também participou de uma mesa redonda, cujo tema era "Metodologia de análise de gêneros textuais", da qual também participaram as doutoras Anna Rachel Machado (PUC-SP) e Maria Del Carmen F. G. Daher (UERJ)


O Mestrado em Ciências da Linguagem é mencionado por Artur da Távola
O Curso de Mestrado em Ciências da Linguagem da UNISUL, foi mencionado como referência no site biografias, pelo escritor Arturda Távola, quando este cita o professor Silas Corrêa Leite (poeta eficcionista premiado na USP como vencedor do Primeiro Salão Nacional de Causos de Pescadores) considerado o "Rei da Internet", pelos navegantes interessados em cultura literária pela sua ótima criatividade polivalente e excelente exposição no mundo virtual.
De acordo com Artur da Távola, o professor Silas Correa Leite visando chamar a atenção de uma editora de grande porte, bolou um livro com onze ficções fantásticas (uma foi premiado no Concurso Ignácio Loyola Brandão de Contos). Todas as stories tem três finais cada, um feliz, um de tragédia e um politicamente incorreto. Esse livro especial de nome "O Rinoceronte de Clarice"; logo tornou-se um sucesso no site www.hotbook.com.br/int01scl.htm e hoje passa de 75 mil downloads e foi traduzido para o espanhol por um poeta do México. Esse trabalho, único, de vanguarda e pioneiro do gênero, segundo pesquisa feita na Internet a partir de Nova York, segundo Artur da Távola, foi recomendado como leitura obrigatória na disciplina de Linguagem Virtual, do Mestrado em Ciências da Linguagem, da Universidade do Sul de Santa Catarina-UNISUL.
O autor agora está lançando um desafio virtual agora: escrever três livros ao mesmo tempo, a partir de um tema inédito, talvez sorteado interativamente. Um livro de microcontos, um de poemas e um romance. Quem aceitará esse desafio?
Ele que sempre foi bom em improvisar oralmente textos e canções na hora, agora quer promover esse trabalho literário virtual, visando ser valorado e assim ter apoio de uma editora de renome para lançar seus vários livros, inclusive um romance inédito e outro sobre a prática educacional vivenciada.

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061