Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

249


Análise do discurso de divulgação científica na imprensa catarinense

 

Jorge Alexandre Lucas


Dia 06 de jullho de 2011 às 17 horas e 30 minutos

Cine Pedra Branca do Bloco A do Campus da Grande Florianópolis da Unisul

Dra. Solange Maria Leda Gallo – UNISUL (orientadora);

Dra. Heloísa Dallanhol – FAPESC (avaliadora);

Dra. Nádia Régia Maffi Neckel – UNISUL (avaliadora); e

Dra. Dilma Beatriz Rocha Juliano – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

A presente pesquisa, intitulada Análise do Discurso de Divulgação Científica na Imprensa Catarinense, trata do deslocamento dos efeitos de sentido da ciência entre a ciência propriamente dita e o efeito de sentido em ciência e tecnologia, ou seja, C&T. Esse esforço em compreender o funcionamento desse processo surge com Pêcheux no final da década de 1960, quando ele faz a discussão sobre a disputa na “leitura dos Arquivos” e interpretação da história, e os reflexos da mudança de mãos dessa leitura, saindo das mãos dos literatos e indo para a mão dos tecnólogos. Essa reflexão revolucionária para época, é totalmente atual, pois fala desse deslocamento de sentidos entre ciência e C&T. A análise é realizada através do método de Análise de Discurso, tendo Pêcheux como fundador e Orlandi, Guimarães, Authier, Gallo e tantos outros pesquisadores, comprometidos com uma análise materialista da linguagem, que trata da relação das formações ideológicas, da memória, da linguagem, das relações de força e de sentido na construção do discurso. É nessa perspectiva que vamos investigar os lugares onde a ciência aparece e onde ela traz esse deslizamento de sentido para C&T posicionando-se como a ciência propriamente. A pesquisa vai apresentar os documentos, jornais e sequências discursivas, disputados entre o jornalismo científico e a divulgação científica, atravessadas pelo discurso pedagógico e pelo discurso jornalístico, que vive em função da notícia. A análise realizada é feita por segmentos, que passam pelo jornalismo científico na imprensa catarinense em comparação com a mídia imprensa de São Paulo, para efeito de uma referência nacional, onde vai ser apresentado o corpus segmentado e o recorte, a hipótese da troca de sentido da ciência por C&T com a verificação de onde e porque existe esse deslocamento, tendo o discurso jornalístico como forma de corroborar essa hipótese. A partir da naturalização desse sentido deslocado é que a pesquisa vai mostrar o estabelecimento de um modo de funcionamento, que opera na imprensa catarinense e em todas as outras, com pequenas diferenças, mostrando um padrão, comprovado através do recorte teórico que sustenta a perspectiva da naturalização dos sentidos de ciência.

 

Palavras-chave:

 

Ciência. C&T. Discurso.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061