Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

238


Análise discursiva de um debate político entre alunos, jovens e adultos agricultores, e técnicos de aparelhos ideológicos de estado, em contexto de ensino/aprendizagem

Manoel Mathias Ferreira


Dia 12 de maio de 2011, às 20 horas

Sala de Treinamento do Bloco A do Campus Sul da Unisul

Dr. Sandro Braga – UNISUL (orientador);

Dr. Cleudemar Alves Fernandes – UFU (avaliador);

Dra. Maria Marta Furlanetto – UNISUL (avaliadora); e

Dra. Solange Maria Leda Gallo – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

Este trabalho é uma análise discursiva de seis (6) textos produzidos pelos alunos, jovens e adultos agricultores, do curso “Terra Água – Educação e Cidadania” da Secretaria de Educação do Município de Jaguaruna, em intercâmbio com a Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar – FETRAF/SUL. Os textos analisados foram produzidos a partir de uma “aula-reunião” com autoridades políticas, jurídicas e técnicas do município. Relacionam-se os textos às observações do pesquisador em seu diário de campo, durante a “aula-reunião”. Neste trabalho, objetiva-se comparar fragmentos textuais como forma de observar as distintas materialidades linguísticas. A comparação das diferentes perspectivas é vista como possibilidade de depreender os efeitos de sentido do que foi e do que não foi dito nos textos analisados, para compreender o processo discursivo dos textos produzidos em sala de aula (nesse contexto). São observados três momentos de produção discursiva: a “aula-reunião”, os textos produzidos pelos alunos e o texto final, sistematizado digitado pela professora, que o chamaremos de coletivo. Questiona-se sobre as transformações das materialidades linguísticas durante o processo de produção textual. Fundamentando-se na teoria da Análise do Discurso, neste trabalho defende-se a hipótese de que há, no contexto e nos textos analisados, duas formações discursivas (FDs) e duas formas-sujeitos em embate discursivo, relacionando-se a quatro formações ideológicas. Defende-se, principalmente, que o texto coletivo (texto 6) tem característica de manifesto político. Compreende-se que as transformações podem ter ocorrido em função de que não se pode dizer tudo em qualquer lugar e de qualquer maneira (ORLANDI, 1996). Esses textos são analisados a partir da fundamentação teórica de Michel Pêcheux (1997/2002/), Eni P. Orlandi (1996/1998/1999/2001/2006). Para discutir a heterogeneidade discursiva, faz-se uso dos postulados teóricos de Bakhtin (1997/ 2003/2009) e Authier-Revuz (1998/1990). A relação dos Aparelhos Ideológicos de Estado com a ideologia é abordada a partir da teoria marxista de Altursser (2003), Schauff (1968), Chauí (2004) e Lenin (1975).

 

Palavras-chave:

 

Texto. Discurso. Debate.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061