Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

156


A diferença da percepção musical entre indivíduos: uma investigação sobre a formação do significado baseada na teoria de Charles Sanders Peirce

 

Fabiano Zoldan


05 de outubro de 2007, às 14h30

Sala de Treinamento do Campus Sul da Unisul

Dr. Mário Guidarini – UNISUL (orientador)

Dr. Francisco Antonio Pereira Fialho – UFSC (avaliador)

Dra. Jussara Bittencourt de Sá – UNISUL (avaliadora)

Dra. Mariléia Silva dos Reis – UNISUL (suplente)


Resumo:

 A presente pesquisa tem como objeto de estudo a formação do significado da música com base na semiótica de Charles Sanders Peirce. Partindo de uma contextualização do conceito de música e de percepção, adentraremos nas possíveis relações das categorias de percepção dos fenômenos propostas por Peirce – primeiridade, secundidade e terceiridade – frente à maneira como as pessoas experienciam e atribuem significado aos estímulos sonoro-musicais. O objetivo do trabalho é verificar as formas de interpretação de um evento musical por diferentes indivíduos, bem como, mensurar a possibilidade de ocorrer um salto qualitativo (conforme Peirce, se atingir a terceiridade) nas leituras dos ouvintes submetidos à experiência musical, dividida em dois momentos – antes e após – uma mediação cognitiva. No tocante ao referencial teórico, a abordagem acerca da constituição e do conceito de música é baseada no pensamento de Wisnik (1989) e Iazzetta (2001); a semiótica, à luz da teoria de Peirce, compenetrando aspectos musicais a partir de Zampronha (1996) e Martinez (1997). Para alcançar os objetivos propostos, a investigação se desenvolveu com a aplicação de um estudo de caso de grupo por amostragem, considerando as categorias peircianas, como quadro teórico-metodológico e a história oral como técnica.  A música selecionada para aplicação aos ouvintes do grupo foi a sinfonia Finlândia Opus 26, do compositor Jean Sibelius. A partir da observação dos relatos dos ouvintes quanto à significação da música apresentada foi possível demonstrar de forma sistematizada a quantidade de ocorrências relacionadas às categorias peircianas.

Palavras-chave:

 

Música, semiótica, significado.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061