Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

131


As representações indígenas na sala de aula do ensino fundamental: produção e circulação de sentidos

 

Lisiane Vandresen


Dia 11 de maio de 2007, às 14 horas

Sala de Treinamento do Campus Sul da Universidade do Sul de Santa Catarina

Dra. Maria Marta Furlanetto – UNISUL (orientadora);

Dra. Otília Lizete de Oliveira Martins Heinig – FURB (avaliadora);

Dr. Marci Fileti Martins – UNISUL (avaliadora); e

Dr. Ingo Voese  – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

Esta pesquisa busca compreender o funcionamento do discurso do professor quando tematiza os “índios brasileiros”, mais especificamente representados nos mitos a eles atribuídos. Apesar dos muitos estudos sobre o tema no Brasil, poucos tratam especificamente do discurso em sala de aula. Sob a perspectiva da Análise de Discurso, empreende-se um gesto de leitura que se dá sobre falas gravadas, encaminhamentos e movimentação dos sujeitos de/em aprendizagem, no espaço discursivo da sala de aula. O silêncio do livro didático ou “seu modo de dizer” também é discutido nesta pesquisa, acrescido de uma entrevista com uma autora de livros com temática indígena. Pretende-se responder, de modo pontual, estas questões: O que se diz sobre o índio na escola? Como o discurso do professor significa e cria realidades sobre o índio? De que lugar o professor fala? Seu discurso é reprodutor de um discurso científico? A pesquisa sugere que há pouca compreensão sobre como é construído o imaginário que atravessa discursos sobre a identidade indígena na escola, tanto no discurso do professor como dos autores de livros didáticos. Nos livros didáticos pesquisados há um processo de silenciamento da voz indígena: omite-se a presença de uma das principais etnias que compõe o povo brasileiro. 

 

Palavras-chave:

 

Discurso pedagógico, livro didático, cultura indígena, heterogeneidade, silenciamento.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061