Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

107


O discurso comodificado das instituições de ensino superior – um estudo de caso no oeste do Paraná.

 

Kátia Simão Lazarini Oliveira


Dia 25 de agosto de 2006, às 9 horas

Sala 215 H do Campus Pedra Branca da Universidade do Sul de Santa Catarina
Dra. Débora de Carvalho Figueiredo – UNISUL (orientadora);
Dra. Aleksandra Piasecka-Till – FURB (avaliadora);
Dra. Carmem Rosa Caldas-Coulthard – UNISUL (avaliadora); e
Dr. Adair Bonini – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

Esta dissertação teve o objetivo de analisar o discurso de alunos, professores e gestores de uma instituição privada de ensino superior no oeste do estado do Paraná. A questão principal desta pesquisa buscou revelar que representações alunos, professores e dirigentes de instituições privadas de ensino superior têm sobre os papéis que ocupam no contextoe ducacional, e sobre o processo de ensino-aprendizagem na modernidade tardia. Além dessa questão, a pesquisa buscou investigar o papel dos alunos, professores e gestores frente ao processo de comodificação e tecnologização do ensino universitário. Como fundamentação, foram usados os pressupostos teóricos da Análise Crítica do Discurso (ACD) propostos por Fairclough (2001). Para a coleta de dados foram utilizados questionários com questões abertas e fechadas, os quais foram aplicados aos alunos, professores e gestores de uma universidade privada no oeste do estado do Paraná, constituindo assim um estudo de caso. A análise dos dados revelou, em primeiro lugar, que os alunos vêm se comportando como “clientes” no ensino superior, buscando melhorar sua educação formal para ingressar e competir no mercado de trabalho. Em segundo lugar, que os professores estão tendo que se adaptar a novas condições de trabalho provenientes de um modelo de gestão empresarial, no qual as universidades visam lucro e no qual o aluno passa a ser um “cliente” com autonomia sobre o “produto educação”. Finalmente, os dados coletados revelaram que as instituições de ensino superior privadas estão operando dentro de uma lógica mercantilista de educação que prioriza a lucratividade e que se esforça para projetar uma imagem de empresa socialmente engajada perante a comunidade em que atua.

 

Palavras-chave:

 

Discurso, educação, universidade, comodificação, tecnologização.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061