Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

102


A Língua Portuguesa no Ensino Fundamental a partir da avaliação discente: perspectiva de letramento num estudo de caso.

 

Suzete da Rosa Gonçalves


Dia 25 de agosto de 2006, às 14 horas e 30 minutos
Sala Olavo Bilac do Campus Sul da Unisul.
Dra. Mariléia Silva dos Reis – UNISUL (orientadora);
Dra. Terezinha Kuhn Junkes – UFSC (avaliadora);
Dra. Maria Marta Furlanetto – UNISUL (avaliadora); e
Dr. Wilson Schuelter – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

Esta pesquisa tem por objetivo descrever a avaliação discente sobre a prática docente de uma professora do ensino de Língua Portuguesa, em um estudo de caso. A opção por esse estudo deve-se à inquietação da pesquisadora frente à desmotivação de seus alunos no exercício desta disciplina em uma escola particular de Tubarão (SC). Foram tomados como pressupostos teórico-metodológicos os modelos que adotam a prática pedagógica em que o docente medeia o ensino e a aprendizagem de língua materna a partir do contexto sócio-histórico-cultural dos alunos, daí a adoção da perspectiva teórica norteadora da Proposta Curricular de Santa Catarina (PCSC) 1998/2005 e do Letramento. Para a obtenção dos dados, realizou-se uma pesquisa de campo: partiu-se da análise de dois testes aplicados em forma de questionário a um grupo de 24 alunos do ensino fundamental, constituído por uma série de perguntas argumentativas. A avaliação deu-se em duas etapas distintas: na primeira, no início do ano letivo de 2004, os alunos cursavam a 7a. série e, na segunda etapa, esses alunos cursavam a 8a. série (início de 2005), todos de uma mesma escola particular, local de trabalho da pesquisadora. A hipótese levantada é a de que, uma vez que os conteúdos da disciplina de Língua Portuguesa fossem ministrados de uma forma contextualizada, ou seja, a partir da realidade sócio-histórico-cultural em que estão inseridos os alunos, segundo a PCSC/LP e outros documentos, haveria mais motivação quanto ao ensino e aprendizagem desta disciplina, com a maior compreensão quanto ao uso social da linguagem. Os resultados evidenciam um considerável aumento de motivação, aprendizado e maior compreensão quanto ao uso social da linguagem. Mesmo assim, após realização da segunda etapa do processo, os alunos não conseguiram associar as atividades diferenciadoras propostas (seguindo a diretrizes da Proposta curricular de SC). Daí a constatação de que um ano de práticas inovadoras não é suficiente para “apagar” a imagem segundo a qual estudar LP seria “aprender as regras gramaticais para ler, escrever e falar cor-retamente”.

 

Palavras-chave:

 

Ensino de língua portuguesa, contexto sócio-histórico-cultural.


versão integral

 
 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061