Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

097


Catatau de Paulo Leminski: Occam versus Cartésio contra a ditadura da razão.

 

Caio Ricardo Bona Moreira


Dia 26 de julho de 2006, à 15 horas

Sala 215 H do Campus Pedra Branca

Dr. Antônio Carlos Gonçalves dos Santos - UNISUL (orientador);

Dra. Susana Scrammin – UFSC (avaliadora);

Dr. Luiz Felipe Guimarães Soares - UNISUL (avaliador);

Dr. Fernando Simão Vugman  - UNISUL (suplente)


Resumo:

Este trabalho tem como objetivo analisar o Catatau, de Paulo Leminski. A narrativa de Catatau, de 1975, fala sobre a possível visita do filósofo Descartes no Brasil colônia das invasões holandesas. Aqui, Descartes segura uma luneta e um cachimbo feito com ervas alucinógenas. Ele pensa ter ficado louco no país tropical e o texto mostra a alucinação do filósofo. Descartes espera por Artaxerxes, seu amigo que nunca chega. Descartes acredita que seu amigo, quando chegar, explicará a confusão. Tentarei mostrar que o Catatau pode ser lido como um jogo. Seguirei a abordagem pós-estruturalista presente em textos de Derrida, Barthes, Deleuze e Foucault. A narrativa de Catatau “joga com a desconstrução da narrativa tradicional e com a filosofia de Descartes. No último capítulo, falarei sobre o movimento tropicalista, da década de 60 e 70, e como o Catatau trabalha com as características desse movimento. No trabalho, outras questões serão abordadas, como o Formalismo Russo e o Modernismo.  

Palavras-chave:

 

Catatau, Paulo Leminski, pós-estruturalismo.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061