Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

081


O papel da educação e da linguagem no processo de discriminação e atenuação do racismo no Brasil

 

Rozana Teixeira


Dia 31 de março de 2006, às 9 horas e 30 minutos
Anfiteatro do Campus da Pedra Branca da Universidade do Sul de Santa Catarina.
Dr. Aldo Litaiff – UNISUL (orientador);
Dra. Tânia Raitz – UNIVALE (avaliadora);
Dr. Fernando Simão Vugman – UNISUL (avaliador); e
Dr. Fábio de Carvalho Messa – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

O estudo apresentado nesta dissertação é relativo à imagem do negro brasileiro no livro didático e paradidático. Objetivou-se apontar o papel da linguagem visual dos livros didáticos e paradidáticos, do ensino fundamental, no que diz respeito à atenuação ou à perpetuação do racismo no Brasil. As teorias apresentadas procuram mostrar que as imagens que fazem parte do cotidiano escolar são fundamentais para explicar e reforçar a nossa relação com o mundo visual, que é essencial para a atividade intelectual das crianças em situação de aprendizagem. Para tanto, partiu-se do pressuposto que o desenvolvimento social do indivíduo passa, necessariamente, pelas imagens com as quais teve contato ao longo da vida, particularmente da vida escolar. A pesquisa apresentada se serve de dados qualitativos, que respondem a questões muito particulares, neste caso, a imagem que crianças de 11 a 15 anos de idade retêm em suas memórias do negro no livro didático, o que essas imagens transmitem e como interferem em suas vidas. A primeira fase do trabalho compreende a um levantamento de coleções de livros didáticos e paradidáticos, disponíveis e em uso na escola escolhida para a pesquisa, registro de imagens e textos que levantam a importância da diversidade cultural brasileira; imagens estas consideradas positivas ou negativas. Os agentes participantes da pesquisa de campo, alunos de 5ª, 6ª e 7ª séries, do Colégio Estadual Hélio Antonio de Souza, utilizaram a linguagem visual, através de desenhos, para retratar a imagem do negro brasileiro no livro didático e paradidático. Pretendeu-se mostrar com isto a vida escolar de alunos afros descendentes, como também contribuir para modificar as relações preconceituosas existentes dentro do espaço escolar de aluno para aluno, em relação a afro-descendentes, indígenas, idosos, obesos, alunos com necessidades especiais etc. 

 

Palavras-chave:

 

Linguagem visual, educação, imagem, racismo, livros didáticos.


versão integral

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061