Página Inicial > Dissertações > Dissertações Defendidas > Resumos de Dissertações

 

Dissertações

Dissertações Validadas

Dissertações Defendidas

Editais de Dissertações

 

Dissertações

Resumos de Dissertações


 

015


Vozes Docentes: avaliando a Proposta Curricular de Santa Catarina

 

Celestina Inez Magnanti


15 de dezembro de 2003  

Dra. Maria Marta Furlanetto – UNISUL (orientadora);

Dr. Osmar de Souza – FURB (avaliador);

Dr. Adair Bonini– UNISUL (avaliador); e,

Dra. Solange Maria Leda Gallo – UNISUL (suplente)


Resumo:

 

O presente estudo tem como tema a avaliação da Proposta Curricular da Secretaria de Estado da Educação (SC) na (pela) voz do professor, com o objetivo de investigar a consistência teórico-prática dos seus princípios epistemológicos e metodológicos entre os docentes de Língua Portuguesa. O trabalho caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa  exploratória, descritiva e explicativa, com coleta de dados via questionário, entrevistas e observação. Para tanto, foram enviados 40 questionários para os professores que, entre agosto e setembro de 2002, atuavam, em sala de aula, no ensino da Língua Portuguesa, nas 06 (seis) escolas da rede estadual do município de Maravilha. As entrevistas e as observações foram realizadas com 03 (três) professores, dentre os 40 (quarenta). Os dados obtidos foram analisados utilizando-se alguns procedimentos da análise do discurso, associados aos fundamentos teóricos da Proposta, de caráter sócio-interacionista (Bakhtin) e histórico-cultural (Vygostsky). Os resultados desta análise apontam para um conflito: as vozes remetem a formações discursivas antagônicas, seja no âmbito teórico, seja na relação teoria/prática. Ora os professores se expressam pelo discurso sócio-interacionista, ora suas imagens são aquelas da tradição positivista, visto que vivem ideologicamente uma situação contraditória. À igualdade da visão democrática se contrapõe uma visão marcadamente hierárquica, em que a nitidez da “ordem” estabelece um lugar para cada qual. Os três momentos da pesquisa possibilitaram-nos observar que o professor, mesmo estando sujeito a regulações do sistema educacional que estabelece uma relação de dominação, uma rígida ordem hierárquica, incidindo sobre suas atitudes e representações, no contexto da rede estadual, há a possibilidade de ruptura, da construção do novo, de projetos educativos propiciada pela PC-SC, através de sua fundamentação teórica e dos seus encaminhamentos metodológicos. O imaginário que se construiu pode ser ressignificado porque funciona como elemento de contraste e de possibilidade de novo conhecimento. Apesar do desconforto que pode provocar a tessitura contraditória do material discursivo analisado, traz questionamentos positivos, que servirão de marco para o trabalho futuro nas escolas de Santa Catarina.

 

Palavras-chave:

 

Vozes docentes, proposta curricular, teoria-prática pedagógica.


versão integral

 

 

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem

Campus Tubarão:  Av. José Acácio Moreira, 787, Bairro Dehon, 88.704-900 - Tubarão, SC - (55) (48) 3621-3369

Campus Grande Florianópolis: Avenida Pedra Branca, 25, Cidade Universitária Pedra Branca, 88137-270 - Palhoça, SC - (55) (48) 3279-1061